Cotidiano

Campo Grande amplia 3ª dose para idosos a partir de 66 anos nesta sexta-feira

Também há 3ª dose para imunossuprimidos e 2ª dose de Coronavac, Astrazeneca e Pfizer

Mylena Rocha Publicado em 17/09/2021, às 07h15

Confira a lista de locais para vacinação.
Confira a lista de locais para vacinação. - Leonardo de França/Midiamax

Campo Grande ampliou a aplicação da 3ª dose da vacina contra o coronavírus para os idosos a partir de 66 anos nesta sexta-feira (17). Para receber a dose de reforço, os idosos devem ter completado o esquema vacinal, ou seja, terem tomado as duas doses da vacina, até o dia 16 de maio. Além disso, a aplicação da 3ª dose está disponível para os imunossuprimidos de 18 anos ou mais. 

Para as pessoas com alto grau de imunossupressão, o intervalo para a dose de reforço deverá ser de 28 dias após a última dose do esquema básico. A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) orienta que o paciente deve apresentar laudo médico para uma das condições a seguir: imunodeficiência primária grave; quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células-tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4 <200 céls/mm³; uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune; pacientes em hemodiálise; pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, autoinflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

Ainda segundo o calendário, podem completar o ciclo vacinal aqueles que receberam a primeira dose da Astrazeneca até o dia 18 de julho. Também deve comparecer aos postos quem recebeu a Coronavac até o dia 26 de agosto ou a Pfizer até o dia 16 de agosto.

A vacinação é realizada no período da tarde nos drive-thrus do Ayrton Senna, Albano Franco, UCDB, no Guanandizão, na Seleta e nas unidades de saúde. É importante já estar cadastrado no site antes de ir até o polo de imunização. 

Jornal Midiamax