Cotidiano

Buscas por 7º vítima de naufrágio no Rio Paraguai são suspensas

Bombeiros devem retomar as atividades na manhã de domingo

Gabriel Neves Publicado em 16/10/2021, às 20h36

Vítima está em local de difícil acesso, explica Bombeiros
Vítima está em local de difícil acesso, explica Bombeiros - (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

As buscas pela sétima e última vítima do naufrágio de um barco no Rio Paraguai, em Corumbá, foram encerradas na noite deste sábado (16) e deverão ser retomadas na manhã de domingo (17). O naufrágio ocorreu nesta sexta-feira (15) durante a tempestade que atingiu Mato Grosso do Sul.

Sem especificar um horário, o Corpo de Bombeiros informou que as buscas serão retomadas ainda no início da manhã deste domingo. O responsável pelas buscas, capitão Bueno, explicou em um comunicado divulgado no início da noite de hoje, que a principal dificuldade é o local onde a sétima vítima está localizada.

“A principal dificuldade que estamos tendo é o acesso a essa última vítima, ela está em um local de difícil acesso para os mergulhadores. Estamos traçando algumas estratégias para poder alcançar e resgatar essa sétima vítima”, disse Bueno.

O naufrágio

A chuva e fortes ventos registrados em Corumbá nesta sexta-feira foram responsáveis pelo naufrágio do barco-hotel, onde haviam 21 pessoas á bordo. No dia, sete pessoas estavam desaparecidas, mas seis corpos já foram encontrados, sendo que quatro deles são familiares de Rio Verde (GO).

O acidente teria ocorrido na região do Tagiloma, distante 5 km de Porto Geral. Um vídeo mostra pessoas em cima do casco da embarcação logo após o naufrágio.

Mesma família

Quatro dos sete ocupantes da embarcação que desapareceram após naufrágio do Rio Paraguai na sexta-feira (15) eram da mesma família. Geraldo Alves de Souza, Olímpio Alves de Souza, Fernando Gomes de Oliveira, Thiago Souza Gomes pescavam em Corumbá quando a tragédia aconteceu. Um amigo da família, Fernando Rodrigues Leão também estava a bordo e faleceu.

Todas as cinco vítimas são de Rio Verde (GO) e estavam em Corumbá para pescar. A Prefeitura de Rio Verde decretou luto oficial de três dias por conta do ocorrido. A Câmara Municipal publicou uma nota de pesar pelo falecimento dos cinco moradores do município.

Jornal Midiamax