Cotidiano

Assentado devasta 4 hectares de Cerrado abrir pastagem e é multado pela PMA

Flagrante ocorreu em assentamento de Caracol; autor ainda queimou a madeira, que por lei deve ser reaproveitada.

Humberto Marques Publicado em 14/02/2021, às 15h50

Madeira removida de área foi queimada, o que também é contra a lei. (Foto: Divulgação)
Madeira removida de área foi queimada, o que também é contra a lei. (Foto: Divulgação) - Madeira removida de área foi queimada, o que também é contra a lei. (Foto: Divulgação)

Um morador do Assentamento Caracol, localizado no município de mesmo nome, a 387 km de Campo Grande, equipe da PMA (Polícia Militar Ambiental) flagrou desmatamento de vegetação nativa do Cerrado feito sem autorização ambiental, com uma extensão de 4 hectares. A intenção do assentado era ampliar a área de pastagem.

O infrator, um homem de 33 anos, ainda queimou o material lenhoso, o que é proibido inclusive para desmatamentos regularizados –a lei obriga o aproveitamento da madeira, sendo queimados apenas galhadas e arbustos, mediante licenciamento.

As atividades foram interditadas e o infrator, que vive em Bela Vista, foi multado em R$ 2.430 e ainda responderá por crime ambiental com pena de 3 a 6 meses de detenção. Além disso, terá de apresentar um Prada (Plano de Recuperação de Área Degradada e Alterada) perante o órgão ambiental.

Jornal Midiamax