Cotidiano

Arrendatário é multado em R$ 48 mil por incêndio de lavoura em Campo Grande

Homem mentiu sobre origem do fogo, mas área atingida coincidiu com a área arrendada

Fábio Oruê Publicado em 29/07/2021, às 22h48

Arrendatário usou incêndio para limpar área
Arrendatário usou incêndio para limpar área - Foto: Divulgação/ PMA

Após denúncias de uma queimada em andamento, um arrendatário de 39 anos foi multado em R$ 48 mil pelo incêndio de área de lavoura, no Assentamento Sucuri, em Campo Grande. 

A PMA foi ao local, confirmou a denúncia, acompanhou e ajudou na extinção ao incêndio. Além disso, realizou levantamentos com uso de GPS e drone, medindo a área incendiada que perfez 48,47 hectares de áreas agropastoris.

Em contato com um funcionário da propriedade que realizava o controle do incêndio, para impedir que o fogo adentrasse áreas que não fossem de interesse, ele informou à equipe que o fogo havia se iniciado nas proximidades do leito de um córrego, contudo, a área atingida pelo fogo coincidiu com a área arrendada, corroborando com a tese do uso de fogo para limpeza de solo.

O arrendatário, que morana Capital, foi multado em R$ 48.478,00. O órgão ambiental não expede mais licença para queima controlada até o mês de novembro, tendo em vista um Decreto Federal e uma Resolução do órgão ambiental estadual.

Jornal Midiamax