Cotidiano

Após mudança no Enem, cursinhos de MS seguem com foco em vestibulares

Presidente do Inep informou que prova da edição de 2021 só deve ficar para 2022

Fábio Oruê Publicado em 13/05/2021, às 17h15

Estudantes estão se inscrevendo para vestibulares próprios das universidades
Estudantes estão se inscrevendo para vestibulares próprios das universidades - Foto: Arquivo/ Jornal Midiamax

Mudança na data do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021, que só deve ser realizado em janeiro do ano que vem, não deve mudar o planejamento dos cursos preparatórios em Campo Grande, já que o foco dos deles está nos vestibulares que vão acontecer até o final do ano. 

Para Alex Figueiredo, coordenador de um curso particular da Capital, a noticia do adiamento não foi uma surpresa. "Eu já estava imaginando que realmente poderia ter adiamento por conta do que aconteceu no ano passado, a gente fez algumas adaptações para absorver esse tipo de situação", disse ele ao Jornal Midiamax

Segundo a presidente do CNE (Conselho Nacional da Educação), Maria Helena Guimarães de Castro, Danilo Dupas (presidente do Inep) disse haver problemas no orçamento para a realização da prova. Uma portaria sobre o Enem deverá ser publicada nesta sexta-feira (14).

A professora Fabiane Batista, da Casa do Estudo, atende vestibulandos e observa que o fato de algumas universidades terem criado os próprios vestibulares, como a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), já tinha motivado mudanças no âmbito dos cursos preparatórios. 

"Alguns vestibulandos do Mato Grosso do Sul estão se inscrevendo para outros vestibulares que não tem a participação do Enem. [..] Se o governo se mantiver dessa forma, com o tempo, as federais vão se descadastrando do Enem. Me parece até um processo um pouco lógico", opinou ela à reportagem. 

Jornal Midiamax