Cotidiano

Após dono ir para asilo, Betoven é deixado na rua em Campo Grande com pedido por novo lar na coleira

Funcionários decidiram cuidar do cachorro até um novo dono ser encontrado

Gabriel Neves Publicado em 28/04/2021, às 08h56 - Atualizado às 08h58

Betoven apareceu com uma mensagem na coleira dizendo que seu antigo dono teria ido para um asilo.
Betoven apareceu com uma mensagem na coleira dizendo que seu antigo dono teria ido para um asilo. - (Foto: Reprodução/Fala Povo)

Imagine um cachorro – muito brincalhão – aparecer no seu trabalho, com uma mensagem na coleira pedindo para ter um novo dono. Foi o que aconteceu nesta terça-feira (28) com os funcionários que trabalham no Pequeno Cotolengo Sul-Matogrossense.

Betoven, como o cachorro é chamado, tem 6 anos, ele apareceu na instituição com uma mensagem em sua coleira informando que procurava um novo dono, pois o antigo teria se mudado para um asilo e não conseguiria mais cuidar do animal.

Sem ter com quem deixar o animal, os próprios funcionários resolveram cuidar de Betoven. Uma das funcionárias ligou para a tia Katiuscia Medina, que é cuidadora independente, mas não possui condições de ficar com o cachorro.

Mensagem estava na coleira do cachorro. (Foto: Reprodução/Fala Povo)

“Ele é super dócil, mas não posso cuidar dele, já possuo muitos animais e não tem mais espaço na minha casa”, disse Medina ao explicar que abriga 19 gatos, 2 cachorros e ainda cuida de outros animais que vivem nas ruas.

Diante da situação, a cuidadora e os funcionários da instituição buscam um novo lar para Betoven. “Vamos entregar para pessoas que tenham casa que não tenham acesso a rua, e que possam me dar uma boa qualidade de vida”, informou a cuidadora.

Katiuscia disponibilizou seu contato (67) 98163-5063 para que interessados possam se apresentar para adotar o ‘grande’ Betoven.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax