Cotidiano

Após 30 anos, moradores do Nova Campo Grande comemoram obra que abre caminho para asfalto

Depois de mais de 30 anos de espera, moradores do bairro Nova Campo Grande, na Capital, comemoram a chegada das obras de drenagem e pavimentação na Rua Cinquenta, após anos de abandono da região. O alívio de quem vive na região é tanto, que até os obstáculos causados em razão das obras são levados com […]

Ranziel Oliveira Publicado em 16/02/2021, às 09h27

Obras da rua cinquenta no bairro Nova Campo Grande (Foto: Leonardo de França / Jornal Midiamax)
Obras da rua cinquenta no bairro Nova Campo Grande (Foto: Leonardo de França / Jornal Midiamax) - Obras da rua cinquenta no bairro Nova Campo Grande (Foto: Leonardo de França / Jornal Midiamax)

Depois de mais de 30 anos de espera, moradores do bairro Nova Campo Grande, na Capital, comemoram a chegada das obras de drenagem e pavimentação na Rua Cinquenta, após anos de abandono da região. O alívio de quem vive na região é tanto, que até os obstáculos causados em razão das obras são levados com bom humor.

A moradora Rosilene Machado, de 42 anos, relata a dificuldade de transitar no local no período de obras, mas afirma compreender a situação. “Tá sendo complicado, mas se é pra sair o asfalto tem que passar por isso. Tiveram pessoas que ficaram dias sem guardar o carro”, detalhou Rosilene. Conforme a moradora, o trabalho das máquinas estava parado desde o período de festas de fim de ano, e foi retomado recentemente.

Para quem cresceu na região, a ação é motivo de felicidade e alívio depois de 34 anos de sofrimento. “Começou há duas semanas, tinham parado porque mina muita água. Os caras não são mágicos, tem que ser realista, eles fazem um trabalho para todo mundo dar um jeito de sair de casa”, explicou o representante comercial Roger Pilan, de 34 anos.

Após 30 anos, moradores do Nova Campo Grande comemoram obra que abre caminho para asfalto
(Foto: Leonardo de França / Jornal Midiamax)

Sônia Alice dos Santos, de 58 anos, é moradora da região e visitava a sua mãe na residência que cresceu, na rua Cinquenta, após anos transitando na terra ele afirma estar satisfeita com o que está observando. “Estamos achando bom porque vamos ter bons resultados, são 22 anos esperando. Do que a gente chegou em 1999, para o que estou vendo agora está bem melhor”, explicou Alice.

Ela também conta que algumas pessoas da região têm reclamado das obras, mas que os moradores mais antigos enxergam a situação de outra forma. “Não dá para reclamar pelo transtorno da chuva, tem gente que é ignorante e reclama, mas não estavam aqui quando era só mato e passava vaca, agradecemos que é para melhorar”.

Como mais de 84 anos de vida, a mãe de Sônia também acredita nas melhorias e sonha com uma valorização do imóvel. “Achei ótimo, vai ficar melhor, vai valorizar nosso imóvel”, explicou a dona Maria Nunes Santos.

Contrato milionário

A Prefeitura de Campo Grande selecionou a Construtora Artec S/A na licitação de R$ 52.596.667,41 para pavimentação do Bairro Nova Campo Grande. O resultado foi divulgado no dia 3 de agosto de 2020, no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

As obras serão divididas em duas etapas. A primeira com custo de R$ 25.348.602,13. Abrange a pavimentação das vias: Avenida 4 – Ramo A e B, Avenida 4 – Leste e Oeste, Avenida 10, Avenida Amaro Castro Lima, Avenida Wilson Paes de Barros, Rua 24, Rua 46, Rua 47, Rua 48, Rua 49, Rua 50, Rua 51, Rua 52, Rua 53, Rua 54, Rua 55, Rua 56, Rua 60, Rua 62 e Rua 76.

Após 30 anos, moradores do Nova Campo Grande comemoram obra que abre caminho para asfalto
(Foto: Leonardo de França / Jornal Midiamax)

Além do recapeamento na Avenida 10 e Rua Antonio Vieira de Mello, Avenida Amaro Castro Lima, Avenida Wilson Paes de Barros, Rua 26, Rua 57, Rua 60, Rua Emília Teodora de Souza, Rua Felipe dos Santos e Rua Teófilo Otoni (Antiga Rua Piraí).

A etapa B está orçada em R$ 27.248.667,41 e contempla a pavimentação da Pavimentação: Avenida 2 – Via e Estacionamento, Avenida 3, Avenida 7, Avenida Amaro Castro Lima e Rotatória 1.

Nesta fase será feito também o recapeamento nas avenidas 2, 7 e Amaro Castro Lima. Além da construção da ponte de 20 metros sobre e o Córrego Imbirussu na Avenida 7.  Ao todo serão 16 quilômetros de drenagem, 20 quilômetros de pavimentação e 9 quilômetros de recapeamento.

Jornal Midiamax