Cotidiano

Apartamentos no Centro já têm 12,1 mil inscritos; cadastro termina nesta quinta

Inscrições para concorrer aos apartamentos podem ser realizadas pela internet

Gabriel Neves Publicado em 14/07/2021, às 13h44

Projeto 3D da fachada dos apartamentos que serão entregues pela prefeitura
Projeto 3D da fachada dos apartamentos que serão entregues pela prefeitura - (Foto: Divulgação/Amhasf)

Há um dia do fim das inscrições para concorrer aos 554 apartamentos sorteados no bairro Cabreúva, na região central de Campo Grande, a Amhasf (Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários) conta com 12.164 inscritos. As inscrições podem ser realizadas até esta quinta-feira (15) pela internet.

Ao todo serão construídos 792 apartamentos, onde 554 serão financiados pelo valor de R$ 180 mil, 80 serão disponibilizados através do regime de locação social e as 158 unidades restantes serão comercializadas pela Césari Engenharia e Construção, responsável pela obra, com um valor entre R$ 200 mil e R$ 220 mil. O valor da obra é de R$ 120 milhões e será realizada com recursos do programa Casa Verde e Amarela.

A inscrição para participação do sorteio dos apartamentos pode ser realizada por pessoas com renda de até cinco salários mínimos. Já os 80 apartamentos para locação social são destinados a famílias com renda de até três salários mínimos. Para se inscrever, o interessado deve acessar o site da Amhasf entre o dia 1º de junho até o dia 15 de julho de 2021 ou ir até a sede da agência. O sorteio deverá ocorrer no dia 6 de agosto.

Não podem participar

O sorteio dos apartamentos ocorrerá entre pessoas inscritas na Amhasf e seguirá os requisitos exigidos na Lei Complementar n. 299, de 29 de maio de 2017, que veda:

  • Não sejam brasileiros natos ou naturalizados;
  • Tenham renda familiar superior a 5 (cinco) vezes o salário mínimo vigente no país;
  • Não cumpram com as exigências previstas na Polhis (Política Municipal de Habitação de Interesse Social).
  • Seja titular de contrato, ativo ou inativo, de financiamento obtido com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) ou em condições equivalentes ao SFH (Sistema Financeiro da Habitação), em qualquer parte do país;
  • Esteja com seu nome inserido no Cadmut (Cadastro Nacional de Mutuários);
  • Esteja na condição de invasor de áreas públicas e/ou tenha ocupado irregularmente área pública no período de 2 anos antes da data do sorteio;
  • Seja proprietário, promitente comprador ou titular de direito de aquisição, arrendamento ou uso de imóvel residencial, com padrão mínimo de edificação e habitabilidade, definido pelas posturas municipais, e dotado de infraestrutura mínima como água, esgoto e energia, em qualquer parte do país;
  • Já tenha recebido benefícios similares oriundos de recursos orçamentários da União, Estado ou Município;
  • Não tenha confirmado em tempo hábil as informações de cadastramento e inscrição.

Os apartamentos

De acordo com a diretora de Projetos Estratégicos, Catiana Sabadin, a obra - orçada em R$ 120 milhões - se trata de um condomínio com 792 apartamentos padronizados em relações urbanísticas e arquitetônicas, ou seja, todos seguirão o mesmo padrão em relação à estrutura, à decoração e ao paisagismo.

A única diferença é em relação ao tamanho dos 554 disponibilizados através dos programas sociais e os 158 que serão vendidos pela empresa responsável pela obra.

Os 554 terão em torno de 53 metros quadrados e contarão com dois quartos, cozinha, sala, banheiro, sacada e garagem. Já os que serão vendidos pela empresa terão cerca de 63 metros quadrados com o acréscimo de uma suíte em um dos quartos. Todos serão padronizados.

Na região externa do condomínio, serão construídas 40 salas comerciais também administradas pela Césari Engenharia e Construção que poderão atender tanto a população interna do condomínio como a externa.

Serviço

A sede da Amhasf fica localizada na Travessa Íria Loureiro Viana, n. 415, Vila Oriente, em Campo Grande. Os atendimentos ocorrem das 8h às 17h.

Jornal Midiamax