Cotidiano

Anvisa aprova 2º lote da Coronavac e mais 4,8 milhões de doses serão distribuídas pelo Brasil

No Brasil, vacinação contra a Covid-19 irá receber mais 4,8 milhões de doses da Coronavac, com aprovação do 2º lote.

Dândara Genelhú Publicado em 22/01/2021, às 15h52 - Atualizado em 23/01/2021, às 07h36

(Foto: Reprodução/Ministério da Saúde)
(Foto: Reprodução/Ministério da Saúde) - (Foto: Reprodução/Ministério da Saúde)

No Brasil, vacinação contra a Covid-19 irá receber mais 4,8 milhões de doses da Coronavac. Nesta sexta-feira (22), houve aprovação do pedido emergencial do segundo lote de imunizantes pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

As vacinas são produzidas pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. A aprovação foi feita por unanimidade. O pedido de uso emergencial havia sido realizado na última segunda-feira (18).

“A pressão é uma só, temos que garantir e assegurar a saúde dos nossos cidadãos”, disse o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres. Durante reunião, foram divulgados detalhes da análise realizada pelo Comitê Técnico formado pela Agência.

Os imunizantes serão envasados pelo Butantan e foram esterilizados pela Sinovac, em Pequim. De acordo com a Ansiva, o pedido é relativo a 4,8 milhões de doses envasadas em frascos multidoses, que cabem 10 doses. Ou seja, no total são 480 mil frascos, tipo ampola.

Outra informação que o comitê divulgou é que o produto deve ser utilizado por até 8h depois de aberto, desde que utilizadas técnicas assépticas para o manuseio do frasco.

“Mesmo tendo diferenças, isso preserva a eficiência da vacina” afirmou o farmacêutico do comitê técnico Gustavo Mendes. Além disto, “haverá reavaliação periódica” para garantir a qualidade do imunizante, informou o profissional.

Por fim, no Brasil já foram aprovadas 6 milhões de doses da Coronavac. Assim, Mato Grosso do Sul recebeu 158.766 doses da vacina contra o coronavírus.

Jornal Midiamax