Cotidiano

Cunhado teria ameaçado matar todos queimados, diz família que perdeu tudo em incêndio

Moradores precisam de doações; grávida perdeu todo o enxoval do bebê

Thatiana Melo e Dayene Paz Publicado em 21/05/2021, às 08h06

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

A família moradora da rua Rotterdan, no Bairro Rita Vieira em Campo Grande, que perdeu tudo em um incêndio criminoso na noite desta quinta-feira (20), contou que a intenção do autor era matar a todos queimados dentro da residência de madeira.

A dona de casa de 34 anos, Renata Padilha contou ao Jornal Midiamax que estava em casa com a filha e a sogra de 77 anos, na varanda quando o cunhado de 50 anos chegou ao local transtornado, já que seria usuário de drogas. Segundo a moradora, ele havia dito que colocaria fogo em tudo e que mataria todos.

“Achei que estava brincando, mas ele colocou fogo em uma borracha e incendiou a casa”, disse Renata. A dona de casa só teve tempo de afastar a sogra e a filha do local para que não se ferissem. Uma das filhas dela ainda entrou com a casa em chamas para retirar um botijão de gás para não explodir.

No local moravam Renata, o marido e as três filhas de 14, 15 e 17 sendo que a garota de 14 está grávida e perdeu todas as roupinhas do bebê, além da sogra da dona de casa de 77 anos, que residia no mesmo terreno em uma casa de alvenaria que ficava ao lado da residência de madeira.

Renata contou que estava levantando uma casa de alvenaria para a família aos poucos, e agora perdeu tudo de roupas, alimentos aos materiais de construção. Ela ainda contou que o cunhado derramou água que eles estocavam em recipientes para que não conseguissem apagar as chamas.

“Não consegui dormir com medo dele voltar”, disse a dona de casa, que relatou que terá de começar do zero a construção de sua casa. Como a família perdeu tudo, inclusive os celulares, e quem puder ajudar, a casa da sogra em que a família está fica no fim da rua Rotterdan.

Jornal Midiamax