Cotidiano

Alvos de constantes furtos, nem tampas de bueiro têm paz na Vila Nhanhá

Moradores da Vila Nhanhá, na região do Anhaduizinho, em Campo Grande, relatam que tampas de esgoto se tornaram alvo de furtos em diversas ruas do bairro. O problema é recorrente, mas tornou-se mais intenso há uma semana, aproximadamente. Conforme a moradora e comerciante da região, Rosemilda Pereira, de 55 anos, as plataformas de metal só […]

Ranziel Oliveira Publicado em 22/01/2021, às 08h00

(Foto: Leitor Midiamax)
(Foto: Leitor Midiamax) - (Foto: Leitor Midiamax)

Moradores da Vila Nhanhá, na região do Anhaduizinho, em Campo Grande, relatam que tampas de esgoto se tornaram alvo de furtos em diversas ruas do bairro. O problema é recorrente, mas tornou-se mais intenso há uma semana, aproximadamente.

Conforme a moradora e comerciante da região, Rosemilda Pereira, de 55 anos, as plataformas de metal só desaparecem durante a noite. “Tem mais de uma semana que estão furtando essas tampas de bueiro que ficam na calçada”, detalhou ao Jornal Midiamax.

Segundo a moradora, o problema é tão visível que basta uma simples caminhada pelas ruas Eduardo Pérez ou Ranulfo Corrêa para se deparar com os esgotos desprotegidos. “Que eu contei, já sumiram oito e hoje sumiu outra no cruzamento da Rua Floriano Paula Corrêa com a rua do Carneiro”, detalhou.

Há mais de 34 anos na região, ele relembra que essa onda de desaparecimentos já aconteceu na comunidade. “Há uns dez anos atrás fizeram uma limpa. Tenho um joelho machucado porque cai dentro de um buraco destes da última vez. Será que o comprador pensa nos acidentes ”, Finalizou.

Em nota a Águas Guariroba, empresa que realiza a manutenção do terminais, informou que uma equipe da concessionária esteve no local na quinta-feira (21), fazendo o levantamento das tampas furtadas. Ainda segundo a concessionária, a partir desta sexta-feira (22), equipes farão a substituição e adequação dos modelos, já que esses terminais são antigos.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax