Cotidiano

Raro e rápido, eclipse só foi visto por quem acordou bem cedo em MS

O fenômeno foi muito especulado na internet por se tratar de um eclipse e Lua de sangue ao mesmo tempo

Gabriel Neves Publicado em 26/05/2021, às 08h42 - Atualizado às 08h45

Fotógrafo acordou às 4:00 para fotografar o fenômeno.
Fotógrafo acordou às 4:00 para fotografar o fenômeno. - (Foto: Reprodução/Adilson de Souza/Facebook)

Ocorreu nesta quarta-feira (26) o eclipse lunar e a maior superlua de 2021. O fenômeno tão aguardo foi perdido por muitos por conta do horário, apenas aqueles que decidiram ‘pular cedo’ da cama conseguiram visualizar e fotografar o ocorrido.

É o caso do fotógrafo profissional Adilson Souza, 32 anos, morador de Terenos. Ele conta que já estava na expectativa para fotografar o fenômeno e por isso levantou às 4:00, sem dar chances ao azar.

Após um tempo de espera, por volta das 5:40 o momento chegou. “Ela estava bem vermelha, durou uns 10 minutos, mas consegui fotografar antes dela ‘desaparecer’ no céu”, comentou.

Fotógrafo de profissão, ele conta que utilizou uma câmera profissional para fazer as fotos. “Eu fui em um local mais alto na minha rua e tirei as fotos, não precisou aproximar muito porque estava bem grande, mas eu acho que com o celular não ficam tão bonitas”, explicou.

Adilson brincou que no momento era um expectador solitário do fenômeno, pois, por conta do horário, a rua estava completamente vazia. “As pessoas acharam que ia ser nessa noite e acabaram perdendo”, brincou.

Fenômeno

Na madrugada desta quarta-feira (26), dois fenômenos simultâneos aconteceram nos céus: um eclipse lunar total e a maior superlua de 2021. Em Mato Grosso do Sul, o fenômeno ficou visível às 5h45.

Sol e Lua estão em lados exatamente opostos da Terra, o que possibilitou um eclipse lunar pois o planeta impede que parte da luz do Astro-Rei chegue até o satélite natural. O globo também filtrou a luz, o que dá à Lua um toque avermelhado, ou seja, a “Lua de Sangue”.

Um Eclipse Lunar ocorre quando Lua, Terra e Sol se encontram em alinhamento no espaço. Nesse momento, a Lua passa pelo cone de sombra projetado pela Terra e por isso, ela é escurecida por algum tempo. Todos aqueles que estão na metade do globo que tem visibilidade para a Lua podem observar o eclipse.

Jornal Midiamax