Cotidiano

Abono de até R$ 1.100 do PIS-PASEP tem calendário unificado e pagamento será em 2022

Saiba se tem direito e como calcular valor a receber

Gabriel Maymone Publicado em 16/05/2021, às 16h14

PIS-PASEP de 2021 será pago em 2022
PIS-PASEP de 2021 será pago em 2022 - Divulgação

O Governo Federal informou que o calendário do PIS-PASEP 2021/2022 será unificado. Assim, os pagamentos de até R$ 1.100 serão no próximo ano. A justificativa foi o Orçamento da União, aprovado com aperto após acordo com o Congresso.

Apesar da mudança, as regras continuam as mesmas. Terá direito ao benefício, o trabalhador que exerceu alguma atividade ao menos por 30 dias de carteira assinada, em 2020 e consequentemente e 2021. Assim, quem trabalhou somente em 2020, por exemplo, receberá apenas o abono referente ao período trabalhado.

Para ter direito ao PIS-PASEP, o trabalhador terá que:

  • Ter tido um ganho máximo de dois salários mínimos por mês, durante o período em exercício
  • Estar inscrito no PIS há pelo menos cinco anos
Valor

Para o ano-base de 2021, o valor é R$ 1.100 que deve ser pago proporcionalmente ao tempo de trabalho. Já para quem trabalha em 2021, o valor será conforme o salário mínimo a ser definido para 2022.

Proporção (meses trabalhados)Valor Abono 2021 (Salário R$ 1.100,00)
1R$ 92,00
2R$ 184,00
3R$ 276,00
4R$ 367,00
5R$ 459,00
6R$ 550,00
7R$ 642,00
8R$ 734,00
9R$ 826,00
10R$ 918,00
11R$ 1.009,00
12R$ 1.100,00

Quem tem direito ao abono?

Segundo a União, os critérios do abono adere aqueles que trabalharam com carteira assinada por, pelo menos, 30 dias em 2019; ganhou no máximo dois salários mínimos por mês; escritos nos programas do benefício por, pelo menos, 5 anos; e que a empresa de registro esteja com dados atualizados e corretos na Receita Federal.

Como posso consultar?

O trabalhador que deseja consultar o PIS pode verificar os dados pelo aplicativo Caixa Trabalhador, pelo site da Caixa, ou pelo telefone 0800 726 0207. Para consultar o Pasep os telefones de atendimento do Banco do Brasil é o 4004-0001, para capitais e regiões metropolitanas; 0800 729 0001, para demais cidades; e 0800 729 0088, exclusivo para deficientes auditivos.

Jornal Midiamax