Cotidiano

À espera do dono, pato resgatado segue ‘preso’ em delegacia do Paraguai

A ave está amarrada em meio às armas de grosso calibre e entorpecentes

Marcos Morandi Publicado em 23/09/2021, às 11h59

O pato está sendo alimentado por agentes da 31ª Delegacia de Capiatá
O pato está sendo alimentado por agentes da 31ª Delegacia de Capiatá - Via WhatsApp

Um pato que foi resgatado na madrugada desta quinta-feira (23) pela Polícia Nacional do Paraguai, segue ‘preso’ na 31ª Delegacia de Capiatá. A ave está amarrada em meio às armas de grosso calibre e entorpecentes recuperados durante operações realizadas pelos agentes.

Agentes da Companhia Posta Yvyraro, na cidade de Capiatá, estavam patrulhando a área e em determinado momento avistaram dois rapazes, cada um carregando um pato nas mãos. Quando souberam da presença da polícia, largaram os pássaros, mas os agentes os prenderam e também conseguiram resgatar uma das aves.

Os dois rapazes, que não possuem registro de ocorrência criminal, foram levados para a delegacia, juntamente com o objeto do furto. Até o momento, o dono da ave, que está sendo alimentada pelos policiais, com água e milho, ainda não apareceu.

Ave foi resgatada por agentes da Polícia Nacional, e está amarrada na delegacia de Capiatã, no Departamento Central

Jornal Midiamax