Cotidiano

VÍDEO: No 2º dia, uso obrigatório de máscara tem adesão na região central e desrespeito em bairro

Começou a valer na sexta-feira (20) a determinação do decreto municipal que obriga o uso de máscaras em locais abertos e fechados de Campo Grande. O Jornal Midiamax esteve nas ruas neste sábado (20) para acompanhar a adequação e comerciantes da região central afirmam que clientes estão aderindo o uso do EPI (Equipamento de Proteção […]

Karina Campos Publicado em 20/06/2020, às 11h53 - Atualizado às 13h19

(Foto: Leonardo França, Arquivo, Jornal Midiamax)
(Foto: Leonardo França, Arquivo, Jornal Midiamax) - (Foto: Leonardo França, Arquivo, Jornal Midiamax)

Começou a valer na sexta-feira (20) a determinação do decreto municipal que obriga o uso de máscaras em locais abertos e fechados de Campo Grande. O Jornal Midiamax esteve nas ruas neste sábado (20) para acompanhar a adequação e comerciantes da região central afirmam que clientes estão aderindo o uso do EPI (Equipamento de Proteção Individual) na hora de ir às compras.

Conforme o diretor administrativo do Mercadão Municipal, Daniel do Amaral, os clientes estão mais conscientes quanto ao uso da proteção. Ele conta que pessoas sem o equipamento haviam entrado no local, mas foram retiradas pela Guarda Municipal.

VÍDEO: No 2º dia, uso obrigatório de máscara tem adesão na região central e desrespeito em bairro
Rua 14 de Julho, centro da Capital. (Foto: Leonardo França)

Na região na Rua 14 de Julho, os lojistas informaram que os consumidores estão com “medo” da fiscalização e, até mesmo na calçada, não tiram a máscara. Algumas lojas estão disponibilizando equipamentos descartáveis aos que esqueceram ou os que ainda não estavam cientes da obrigatoriedade.

Em supermercados como Extra, Comper e Carrefur, os funcionários informaram que ainda não tiveram casos de descumprimento da medida, porém, a orientação é que o cliente seja informado do decreto e seja convidado a se retirar.

No Shopping Campo Grande, os consumidores não podem entrar sem o EPI, porém, ao comer na praça de alimentação, esquecem de voltar a usar a proteção e recebem orientação da segurança.

Além de funcionários para orientar sobre a medida, os estabelecimentos deixaram placas informativas visíveis aos clientes sobre a obrigatoriedade.

No Camelódromo municipal, o lojista Anderson Rodrigues disse que os clientes estão preocupados e atentos na hora de sair para compras. Ele conta que percebeu o uso do equipamento para entrar desde antes da publicação da determinação e afirma que presenciou a orientação de se retirar do local para apenas quatro pessoas, desde a publicação da normativa.

Já em bairros da Capital, a reportagem flagrou filas e aglomerações de campo-grandenses sem o uso de máscaras em conveniências e estabelecimentos do Bairro Aero Rancho.

Veja o vídeo:

Jornal Midiamax

☰ Últimas Notícias