Um terreno baldio localizado na Rua Bodoquena, esquina com Avenida Afonso Pena, centro de Campo Grande, tem sido alvo de reclamações de moradores da região. Nas imagens enviadas, nesta segunda-feira (7), mostram o local com acumulo de lixo e abrigos de mosquitos.

Um vizinho do terreno, que preferiu não se identificar, conta que o local tem servido de esconderijo para usuários de droga. Por conta do calor e chuvas intensas, começou a aumentar a infestação de mosquitos, ramos e moscas.

“Derrubaram uma casa bela que tinha nesse terreno, agora, os moradores de rua ficam catando ferros, lixo e jogam aí. Tem gente usando drogas durante o dia e moradores de rua dormindo a noite”, reclamou.

A prefeitura municipal informou, em nota, que as denúncias precisam ser formalizadas pelo canal 156, abrindo um protocolo de acompanhamento. A reclamação da área abandonada será encaminhada para o setor de fiscalização e analisar se a área é pública ou privada.

Assim que identificado, o dono do imóvel ou lote urbana é notificado para realizar a limpeza. Essa Notificação é enviada via Correios por aviso de recebimento, após o recebimento do comunicado, o proprietário tem o prazo de 15 dias úteis para o cumprimento da mesma.

“Transcorrido o prazo, o agente fiscal da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) retorna ao local para vistoria, caso não tenha sido cumprida a Notificação, o proprietário então é Autuado (multado), de acordo com o Código de Polícia Administrativa do Município Lei n. 2909, Artigo 18-A. A multa neste caso varia entre R$ 2.414,50 e R$ 9.658,00”, informou a nota.

Confira o vídeo: