Cotidiano

VÍDEO: Combate a incêndio no Pantanal conta com força-tarefa de MS e MT e apoio de helicóptero

Após dar trégua de uma semana, os incêndios no Pantanal voltaram a assombrar um dos principais biomas do Brasil. Nesta quinta-feira (5), cerca de 30 combatentes de Mato Grosso do Sul se unem à força-tarefa de Mato Grosso para apagar as chamas. Assim, a mobilização conta com apoio até de um helicóptero do Ibama. Com […]

Gabriel Maymone Publicado em 05/11/2020, às 12h53 - Atualizado às 15h32

Brigadistas combatem incêndio na Barra de São Lourenço (Foto: Reprodução)
Brigadistas combatem incêndio na Barra de São Lourenço (Foto: Reprodução) - Brigadistas combatem incêndio na Barra de São Lourenço (Foto: Reprodução)

Após dar trégua de uma semana, os incêndios no Pantanal voltaram a assombrar um dos principais biomas do Brasil. Nesta quinta-feira (5), cerca de 30 combatentes de Mato Grosso do Sul se unem à força-tarefa de Mato Grosso para apagar as chamas. Assim, a mobilização conta com apoio até de um helicóptero do Ibama.

Com a volta do tempo seco esta semana, novo foco de fogo surgiu na região da Serra do Amolar e no Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense, no estado vizinho. Então, equipes dos dois estados somam esforços para combater o incêndio.

“São 15 brigadistas do Prevfogo/MS, outros 5 do IHP (Instituto do Homem Pantaneiro) e 10 bombeiros militares. No Mato Grosso tem brigadistas do ICMbio e outros do Ibama, além de um helicóptero do Ibama, que apoia combates nos dois locais, deslocando pessoas e com lançamento de água”, detalha o analista ambiental do Ibama em MS, Alexandre Pereira.

Barra de São Lourenço

Moradores da comunidade ribeirinha da Barra de São Lourenço, localizada a 223 km de Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, enfrenta mais um grande foco de incêndio nesta quinta-feira (5).

Militares dos bombeiros já estão alojados na escola da região combatendo as chamas. Reforço deve chegar em breve, pois o local é de difícil acesso e os homens seguem em barcos.

Devido à proporção e à dificuldade, não há previsão para o encerramento dos trabalhos.

Previsão

Conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), há previsão de pancadas de chuva na região de Corumbá para a semana que vem. Entretanto, o volume deve ser baixo e as melhores condições para a chuva devem ocorrer entre terça e quarta-feira.

Jornal Midiamax