Cotidiano

Vai decorar sua casa com luzes de Natal? Confira dicas de como usá-las de forma segura

Com o Natal se aproximando, luzes e piscas-piscas já começam a tomar conta das casas em Campo Grande, como parte da tradicional da decoração natalina. Pensando nisso, é necessário que as pessoas se atentem em tomar alguns cuidados para que uma bela tradição não cause danos e até risco de alguma tragédia maior. Para isso, […]

Carolina Rocha Publicado em 11/12/2020, às 15h21 - Atualizado às 15h58

Natal será iluminado nas ruas de Campo Grande (Foto: Ilustrativa)
Natal será iluminado nas ruas de Campo Grande (Foto: Ilustrativa) - Natal será iluminado nas ruas de Campo Grande (Foto: Ilustrativa)

Com o Natal se aproximando, luzes e piscas-piscas já começam a tomar conta das casas em Campo Grande, como parte da tradicional da decoração natalina. Pensando nisso, é necessário que as pessoas se atentem em tomar alguns cuidados para que uma bela tradição não cause danos e até risco de alguma tragédia maior.

Para isso, o engenheiro eletricista João Carlos Lima deu algumas dicas para que tudo seja feito em segurança, desde a hora das compras, até a instalação das iluminações.

Quando for comprar um pisca-pisca, ou algum produto elétrico, é importante pesquisar pelos fabricantes que ofereçam um bom serviço de pós-venda, que basicamente são aquelas orientações que vêm junto do produto, indicando e tirando algumas dúvidas frequentes que o consumidor costuma ter caso o produto venha com defeito de fábrica.

Também é essencial verificar que a mercadoria tenha o selo do INMETRO, pois isso é o que garante a qualidade e segurança da compra, de acordo com todos os requisitos da legislação brasileira.

Como acontece na maioria das casas, as decorações são guardadas e reutilizadas no período de fim de ano, por isso caso isso aconteça, é muito importante verificar as condições em que o material está. Olhe principalmente o estado do fio, caso esteja ressecado, desencapado ou rompido, é melhor que este não seja utilizado.

Outro erro comum que o engenheiro lembra, é cuidar para não causar sobrecarga na rede elétrica. Pois em grande quantidade, as iluminações natalinas podem causar a sobrecarga no circuito e ocasionar o desligamento dos disjuntores do quadro de energia, entre outros transtornos. O recomendado para quem quer uma decoração maior é a ajuda de um profissional elétrico.

Para quem se aventura em uma decoração na parte de fora da casa, deve cuidar se o produto foi feito para isso. Os piscas-piscas e iluminação que são adequados para esse tipo de ambiente tem uma etiqueta própria escrita “uso externo”.

Outro ponto e que muitas pessoas fazem, é a instalação de tipos diferentes de “luzinhas”. João Carlos alerta que a combinação de diversos tipos diferentes de produtos pode geral um ambiente propício a curtos-circuitos.

Não se deve instalar nenhum tipo de enfeite natalino próximos aos postes, fios ou medidores da concessionária. Não faça ligações clandestinas para decoração externa em ruas, pois isso coloca a vida de quem instala e de quem está próximo em risco.

Sobre emendas, é importante que sejam feitas com o material adequado, nunca com fita adesiva plástica, fita crepe, esparadrapo ou algo semelhante. Sempre que houver dúvida, consulte ao vendedor da loja a melhor opção para emenda.

Comum em muitas casas, um T ou extensão para que essas luzes sejam ligadas próximas, mas é importante saber que isso pode trazer uma sobrecarga na rede, trazendo superaquecimento e até curto circuito na instalação. Prefira usar filtros de linha de 3 a 6 tomadas que possuam fusível de proteção, opção de ligar e desligar todos os piscas diariamente e proteção contra surtos elétricos.

Qualquer dúvida sobre esse tipo de instalação, é importante que procure ajuda de um profissional e evite causar problemas elétricos e até mesmo incêndio e assim, evitar problemas futuros.

Jornal Midiamax