Cotidiano

Tempo seco: saiba como agir para calor intenso não afetar a saúde

O forte calor que se instalou em Mato Grosso do Sul provocará altas temperaturas e a queda expressiva da umidade do ar nos próximos dias. As condições climáticas acompanhada da estiagem da chuva podem provocar danos à saúde e as pessoas precisam redobrar os cuidados nesta época. Conforme a previsão meteorológica feita pelo Cemtec-MS (Centro […]

Vinícius Costa Publicado em 31/08/2020, às 16h05 - Atualizado às 16h55

None
Onda de calor continua no MS e feriado prolongado não tem previsão de chuva

O forte calor que se instalou em Mato Grosso do Sul provocará altas temperaturas e a queda expressiva da umidade do ar nos próximos dias. As condições climáticas acompanhada da estiagem da chuva podem provocar danos à saúde e as pessoas precisam redobrar os cuidados nesta época.

Conforme a previsão meteorológica feita pelo Cemtec-MS (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), os próximos dias serão com céu e sem a expectativa de chuva, estimativa que perdura até o dia 13 de setembro. O professor do curso de medicina da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), Leandro Silva de Brito, que também é médico pediatra, alergista e imunologista explica que as vias aéreas são as mais afetadas no corpo durante o período de extremo calor.

“Nossos brônquios e pulmão têm uma temperatura ideal e uma umidade ideal para que na hora que chegue o ar seja possível fazer nossas trocas gasosas. Essa temperatura ideal é na faixa de 36 graus e a umidade na faixa de 60%. Quando estamos enfrentando uma clima muito seco, precisamos tentar equilibrar e quem acaba sofrendo com isso são as nossas narinas”.

Mais quais cuidados devemos tomar com o forte calor? Segundo o imunologista, beber bastante líquido como água, suco natural e água de coco estão entre os principais itens para manter a saúde equilibrada. Outra maneira de deixar o corpo em bom estado é uma alimentação balanceada com alimentos refrescantes como frutas, verduras.

A casa bem limpa é um dos fatores que pode deixar o ar menos poluído e impactar nas vias nasais, porém o professor Leandro ressalta que é importante a não utilização da vassoura. “Com o tempo seco, a poeira acaba se depositando sobre o chão, sobre as mesas, cadeiras e quando usamos a vassoura, ela acaba jogando para cima a poeira e isso pode piorar a respiração”.

Passar um pano úmido no chão e nos móveis diariamente passam a integrar a lista das sugestões para evitar o tempo seco. Bacias e toalhas molhadas podem ajudar a umidificar o ambiente, recomenda Leandro Brito.

Jornal Midiamax