Cotidiano

Tempo seco e baixa umidade relativa do ar devem permanecer até fim do mês em MS

Baixa umidade relativa do ar exige cuidados, principalmente, com a saúde; Cemtec prevê chegada de frente fria, com queda de temperatura.

Gabriel Maymone Publicado em 18/07/2020, às 14h56 - Atualizado em 19/07/2020, às 12h48

Baixa umidade exige cuidados com saúde como ingerir muita água. (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)
Baixa umidade exige cuidados com saúde como ingerir muita água. (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax) - Baixa umidade exige cuidados com saúde como ingerir muita água. (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)

O tempo deve continuar seco e com umidade relativa do ar baixa pelo menos até o início de agosto em Mato Grosso do Sul. É o que indica relatório de tendência do Cemtec-MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima).

Nota emitida pelo Cemtec indica que o tempo fica típico para esta época do ano “com predomínio de sol, temperaturas máximas relativamente elevadas, umidade relativa baixa, com valores abaixo dos 30% em várias localidades”.

Até o dia 24 de julho, espera-se tempo firme, com temperaturas altas e umidade abaixo dos 30%, considerado estado de atenção pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Uma frente fria é esperada para o dia 24, com queda de temperatura no Estado. Já entre os dias 31 de julho e 02 de agosto, outra massa de ar deve entrar em MS e provocar pancadas de chuva no extremo sul.

Alerta umidade

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), índices de umidade relativa do ar entre 20% e 30% caracterizam estado de atenção.

Então, alguns cuidados são necessários. Veja os principais:

  • Evitar exposição prolongada ao sol durante os horários de maior calor (das 12h às 16h).
  • Fazer a ingestão de bastante líquido.
  • Fazer o uso de roupas leves quando a temperatura estiver acima de 28°C.
  • Evitar choques térmicos.
  • Evitar fazer grandes esforços físicos.
  • Fazer o uso de filtro solar para evitar o câncer de pele e, para evitar o ressecamento da pele evite tomar banho em águas com temperaturas muito elevadas.
    • Caso apresente algum sintoma de doenças respiratórias, que são comuns nesse período, procure auxílio médico para tratá-la imediatamente. O melhor exemplo é a rinite alérgica, a asma, bronquite, entre outras.
Jornal Midiamax