Granizo e rajadas de vento: tempestade atinge municípios e deixa rastro de prejuízos em MS

A frente fria chegou com tudo em Mato Grosso do Sul. A madrugada foi de muita chuva em diversas cidades do Estado, além de rajadas de vento, raios e até mesmo granizo. Em Campo Grande, a tempestade começou por volta da 1 hora da madrugada e registrou chuva de 45,4 mm. Foram registrados 77 raios […]
| 14/04/2020
- 11:51
Granizo e rajadas de vento: tempestade atinge municípios e deixa rastro de prejuízos em MS
Alguns locais amanheceram com o chão coberto de pedras de gelo. (Foto: Fala Povo/WhatsApp Midiamax) - Alguns locais amanheceram com o chão coberto de pedras de gelo. (Foto: Fala Povo/WhatsApp Mi

A frente fria chegou com tudo em Mato Grosso do Sul. A madrugada foi de muita chuva em diversas cidades do Estado, além de rajadas de vento, raios e até mesmo granizo. Em Campo Grande, a tempestade começou por volta da 1 hora da madrugada e registrou chuva de 45,4 mm. Foram registrados 77 raios e ventos de 62 km por hora na Capital. 

Conforme informações do meteorologista Natalio Abrahao Filho, da Estação Meteorológica Uniderp, a chuva já causou uma redução nas temperaturas na Capital. Na segunda-feira (13), o dia amanheceu com 22ºC, mas a temperatura nesta terça (14) é de 18ºC.

Ainda segundo o meteorologista, a chuva chegou a outras cidades do estado, que registraram até granizo. “Houve granizos com chuvas em Eldorado, Mundo Novo, Amambai e Sete Quedas agora cedo, nevoeiro na estrada e na cidade”, aponta. Amambai registrou chuva de 74 mm e ventos de 51 km por hora.

Granizo e rajadas de vento: tempestade atinge municípios e deixa rastro de prejuízos em MS
Granizo que caiu há pouco na região de Aral Moreira (ViaWhatsApp)

Nas estradas, motoristas registraram pedras que se acumularam nas rodovias. Em uma imagem divulgada por um condutor, o para-brisa do carro chegou a quebrar com as pedras de gelo. Alguns veículos chegaram a sair da pista devido à dificuldade de trafegar. Os principais estragos foram na região rural, onde houve prejuízo para lavourar, conforme informações do Dourados Agora.

As chuvas causaram estragos na região rural de MS, mas os prejuízos chegaram até o outro lado da : no Paraguai. Em Pedro Juan Caballero alguns moradores tiveram as casas destelhadas durante a noite e a madrugada.

Outras cidades registraram chuva, como Nova Alvorada, que registrou 31,6 mm e ventos de 50 km por hora. Jardim e registraram 12 mm de chuva com rajadas de vento de 45 km por hora. Angelica teve 33,8 mm de chuva e ventos de 81 km por hora. Iguatemi com 42 mm de chuva e ventos de 52 km por hora; Itaporã e Dourados registraram 17,4 mm e ventos de 52 km por hora, além de 51 raios e Ponta Porã teve chuva de 32,6 mm, vento de 51 km por hora e 64 raios. 

Rio Brilhante teve 14,6 mm de chuva com rajadas de vento de 53 km por hora. Ribas do Rio Pardo teve 37,4 mm e ventos de 71 km por hora. Sidrolândia teve rajadas de 63 km por hora, 90 raios e chuva de 32,6 mm. São Gabriel do Oeste registrou chuva de 23,8 mm. Dois Irmãos do Buriti teve chuva de 32,8 mm, 43 raios e vento de 52 km por hora. Maracaju teve chuva de 18,3 mm com vento de 54 km por hora. Bataguassu teve chuva de 44,4 mm e vento de 54 km por hora, além de 32 raios. Três Lagoas registrou chuva forte de 34,8 mm com rajadas de 50 km por hora e 21 raios. 

“MS está com um centro de baixa pressão associado a uma frente fria no Paraná, vai chover ainda nas regiões norte e nordeste do estado. No leste, a chuva prossegue ainda de manhã. No sul, está com nevoeiro entre Ponta Porã e Sete Quedas”, afirma o meteorologista.

Veja também

As preocupações com a desaceleração da economia chinesa e os receios de recessão nos Estados...

Últimas notícias