Cotidiano

Taxa de isolamento em MS está igual a antes da pandemia e preocupa SES

Os medidores que mapeiam diariamente o isolamento social no Brasil mostram que MS teve, na última segunda-feira (8), apenas 35,1% da população seguindo as orientações de recolhimento. O agravante é que esse índice entre 25% e 35%, se iguala ao da população que já permanecia em casa antes da pandemia estourar. Não muito diferente do […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 09/06/2020, às 12h42 - Atualizado em 18/07/2020, às 00h34

(Foto: Arquivo Midiamax)
(Foto: Arquivo Midiamax) - (Foto: Arquivo Midiamax)

Os medidores que mapeiam diariamente o isolamento social no Brasil mostram que MS teve, na última segunda-feira (8), apenas 35,1% da população seguindo as orientações de recolhimento. O agravante é que esse índice entre 25% e 35%, se iguala ao da população que já permanecia em casa antes da pandemia estourar.

Não muito diferente do índice estadual, Campo Grande fechou a mesma data com taxa de isolamento em 34,3% e ocupando o penúltimo lugar no ranking das capitais brasileiras. Entre as regiões mais movimentadas da cidade figuram: Jardim Noroeste (22,1%), Tiradentes (22,2%), Chácara do Lageado (22,2%), São Francisco (23,9%) e Portal da Lagoa (24,1%).

Nas últimas semanas Dourados se tornou o epicentro da doença no MS com quase 700 positivos em poucos dias. O histórico dos últimos dois meses mostra que as taxas de isolamento social mapeadas na cidade, não tem atingido nem 50% de segunda à sábado. Aos domingos, os indicadores mostram recolhimento entre 45,9% e 53,2%.

Durante a live do boletim epidemiológico desta terça-feira (9), o titular da SES, Geraldo Resende, fez novo apelo à população para ficar em casa. “Feriado prolongado. Será que não dá para cada um dos que nos assiste colaborar para que a gente chegue a um patamar de taxa de isolamento aceitável ou vamos ser campeões de rebeldia, de irresponsabilidade? Parece que a população de MS está fazendo opção pela morte. Dá pra gente tentar chegar a 60% nesses quatro dias? Eles podem evitar muitas e muitas mortes daqui a duas semanas”, pontuou o secretário.

Nos demais municípios sul-mato-grossenses, a adesão do distanciamento social registrou taxas entre 19,6% e 58,7%. Confira AQUI a lista completa de cidades mapeadas pela In Loco nesta segunda-feira.

Jornal Midiamax