Cotidiano

Supermercados de Campo Grande adotam medidas contra coronavírus para manter clientes

Supermercados de Campo Grande adotaram medidas preventivas para o coronavírus e também para não afugentar clientes. Na manhã desta quarta-feira (17), o Jornal Midiamax constatou em grandes redes que dispositivos com álcool em gel são disponibilizados na entrada dos estabelecimentos e em alguns corredores. Em um atacadista na Avenida Coronel Antonino, por exemplo, um banner […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 18/03/2020, às 10h15 - Atualizado às 15h41

Foto: Marcos Ermínio | Midiamax
Foto: Marcos Ermínio | Midiamax - Foto: Marcos Ermínio | Midiamax

Supermercados de Campo Grande adotaram medidas preventivas para o coronavírus e também para não afugentar clientes. Na manhã desta quarta-feira (17), o Jornal Midiamax constatou em grandes redes que dispositivos com álcool em gel são disponibilizados na entrada dos estabelecimentos e em alguns corredores.

Supermercados de Campo Grande adotam medidas contra coronavírus para manter clientes
Foto: Marcos Ermínio | Midiamax

Em um atacadista na Avenida Coronel Antonino, por exemplo, um banner alerta, logo na entrada, a disponibilidade de álcool em gel para clientes. Corredores também contavam com dispositivos com o antisséptico. Já em outro supermercado na Avenida Ceará, os itens foram constatados nos caixas.

Nos locais visitados, o número de veículos estacionados contrastou com o número de clientes: enquanto no estacionamento a lotação era compatível com os dias comuns, os corredores tinham poucos clientes – muitos deles, idosos.

Algumas gôndolas, principalmente de produtos de limpeza, também revelam que a procura por itens como papel higiênico, água sanitária e álcool em gel supera a expectativa e deixou prateleiras vazias.

Supermercados de Campo Grande adotam medidas contra coronavírus para manter clientes
Foto: Marcos Ermínio | Midiamax

A disponibilização de antissépticos nas entradas e caixas dos supermercados é estratégia para não afugentar clientes durante a pandemia do novo coronavírus. O presidente da Amas (Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados), Edmilson Jonas Veratti, destacou que o segmento está sendo orientado a realizar protocolos de higienização em lojas e atendimento ao público.

“Toda equipe de atendimento está sendo orientada a ficar uma distância certa do consumidor, a ir com maior frequência ao banheiro para lavar mãos, olhos, nariz, boca. São campanhas de prevenção que nesse sentido de higiene e cuidados para não transmitir o vírus”, reforçou.

Medidas para o comércio

Com menos clientes, o setor do comércio na Capital amarga queda nas vendas, principalmente na região central, onde espera-se queda de 20% da movimentação até o fim da semana.

Nesse contexto, o Sistema Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Mato Grosso do Sul) criou um comitê de crise para as ações relacionadas à pandemia, com medidas já adotadas por alguns dos integrantes.

De acordo com presidente da entidade, Edison Araújo, em reunião realizada na segunda-feira (16), setores querem articular a implantação de ações para apoiar os empresários. “São medidas que preservam a economia e o emprego, e que possibilitam a manutenção do abastecimento da população”, destaca.

Confira as propostas:

  • Postergação do prazo para o recolhimento do ICMS, assim como do imposto devido por substituição tributária, de forma total ou mesmo parcial, pelo prazo de 120 dias e, depois do referido período o parcelamento sem multa pelo prazo de ao menos seis meses;
  • Redução das alíquotas de ICMS, inclusive para a apuração do valor devido por substituição tributária, a fim de propiciar a manutenção das atividades empresariais em nosso estado;
  • Postergação dos prazos para entrega de declarações relativas aos tributos estaduais e a suspensão dos prazos para a prática de atos processuais no âmbito da Secretaria de Estado de Fazenda.
Jornal Midiamax