Cotidiano

Superlua Rosa ilumina o céu de Campo Grande nesta terça

Desta terça até quinta-feira (09) vai ser possível a Superlua Rosa no céu. A fotógrafa Marithê Lopes fez um registro do satélite na noite de hoje em Campo Grande. O fenômeno que teve o ápice por volta das 19 horas desta terça, é causado pelo fato da Lua ficar mais próxima da Terra, o chamado […]

Diego Alves Publicado em 07/04/2020, às 22h26 - Atualizado em 08/04/2020, às 10h29

Fenômeno acontece quando a lua fica mais perto da Terra (Foto: Marithê Lopes)
Fenômeno acontece quando a lua fica mais perto da Terra (Foto: Marithê Lopes) - Fenômeno acontece quando a lua fica mais perto da Terra (Foto: Marithê Lopes)

Desta terça até quinta-feira (09) vai ser possível a Superlua Rosa no céu. A fotógrafa Marithê Lopes fez um registro do satélite na noite de hoje em Campo Grande. O fenômeno que teve o ápice por volta das 19 horas desta terça, é causado pelo fato da Lua ficar mais próxima da Terra, o chamado perigeu.

De acordo com o físico e professor da USP (Universidade de São Paulo), Henrique Barbosa, além do perigeu, o fenômeno acontece quando a Lua fica exatamente no lado oposto da Terra em relação ao Sol. Ainda segundo o físico, em relação a cor rosa, a explicação é de que assim como o céu muda de cor, com base no reflexo da luz do Sol, a Lua também pode sofrer essa interferência, publicou o site Vix.

No apogeu, a Lua encontra-se há 356.908 quilômetros de distância da Terra, o que a deixa 14% maior e até 30% mais brilhante. O nome Superlua Rosa foi dado por causa de uma flor silvestre chamada flox (Phlox subulata), típica do leste dos EUA e que brota no início da primavera do hemisfério norte.

Jornal Midiamax