Cotidiano

Serviço essencial: confira quais atendimentos estão mantidos nos postos de saúde

Com a pandemia de coronavírus e o aumento na demanda na saúde pública, muitos campo-grandenses ainda têm dúvidas sobre o que continua funcionando nas unidades de saúde. É importante ressaltar que os serviços essenciais continuam atendendo, só foram suspensos os serviços ambulatoriais e eletivos.  Conforme informações da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), atendimentos como va...

Mylena Rocha Publicado em 16/07/2020, às 11h38 - Atualizado às 14h05

Foto: Henrique Kawaminami /Arquivo Midiamax
Foto: Henrique Kawaminami /Arquivo Midiamax - Foto: Henrique Kawaminami /Arquivo Midiamax

Com a pandemia de coronavírus e o aumento na demanda na saúde pública, muitos campo-grandenses ainda têm dúvidas sobre o que continua funcionando nas unidades de saúde. É importante ressaltar que os serviços essenciais continuam atendendo, só foram suspensos os serviços ambulatoriais e eletivos. 

Conforme informações da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), atendimentos como vacinação, inalação, curativos e retirada de pontos, sondagem vesical de demora e medicações continuam em qualquer uma das unidades de saúde de Campo Grande. Também permanecem inalteradas a primeira consulta pré-natal das gestantes, atendimentos àquelas com complicações, às que possuam alto risco gestacional ou estão e acompanhamento com outros especialistas e às grávidas que estão com 36 semanas ou mais, ou seja, que podem entrar em trabalho de parto a qualquer momento

As primeiras consultas das crianças, testes do pezinho, atendimento a crianças com complicações de saúde ou que estão em acompanhamento com outros especialistas, como neuropediatras, endocrinologistas e reumatologistas, além da dispensação de insulina não foram suspensas. Desde o início do mês os pequenos também voltaram a ser atendidos pelos alergologistas. 

Os tratamentos para pessoas que convivem com HIV sem supressão viral, tuberculose e oncológico permaneceram em funcionamento durante todo esse período e também não serão suspensos.  

Pessoas que estão em investigação de problemas graves de saúde, as que precisam novação de receitas de controle especial ou que o aumento da validade destas não é suficiente para manter o tratamento e aquelas que fazem uso de insulina também continuam com o atendimento normal durante a pandemia.

(com informações da Prefeitura de Campo Grande)

Jornal Midiamax