Cotidiano

Sem histórico de problema cardíaco, garoto de 15 anos morre de infarto fulminante em MS

Álvaro Nantes, 15 anos, posteiro e declamador da Invernada Juvenil do CTG Campos da Vacaria, tido como uma revelação da dança gaúcha tradicionalista, morreu nesta terça-feira (02), vítima de um infarto fulminante, em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande. O rapaz não tinha histórico de problemas cardíacos. Conforme as informações divulgadas pelo site local, […]

Dayene Paz Publicado em 02/09/2020, às 08h07 - Atualizado às 15h22

Jovem tinha 15 anos. Imagem: Divulgação
Jovem tinha 15 anos. Imagem: Divulgação - Jovem tinha 15 anos. Imagem: Divulgação

Álvaro Nantes, 15 anos, posteiro e declamador da Invernada Juvenil do CTG Campos da Vacaria, tido como uma revelação da dança gaúcha tradicionalista, morreu nesta terça-feira (02), vítima de um infarto fulminante, em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande. O rapaz não tinha histórico de problemas cardíacos.

Conforme as informações divulgadas pelo site local, Álvaro estava no trabalho quando sentiu fortes dores no peito. Ele chegou a ser socorrido, mas deu entrada no hospital de Sidrolândia, já sem vida. Como o corpo não foi submetido a autopsia para se investigar a causa da morte, mas consta no atestado de óbito ‘causa desconhecida’.

“Não sei o que dizer. Ele estava bem, tranquilo e do nada, só recebemos a notícia de sua partida. Aparentemente um rapaz muito forte, saudável, cheio de vida. Estamos surpresos”, disse o tio do jovem, Agmar Pereira Nantes, ao Região News.

“Hoje é para todos nós um dia de muita tristeza pois sentiremos a falta de sua alegria, seu carinho, sua amizade. Um menino nota mil e muito dedicado nos ensaios. Sempre nos ajudando nas promoções. Sempre junto conosco em todos os ensaios e hoje ele foi morar ao lado do pai”, publicou o CTG em rede social.

O corpo de Álvaro será velado na capela mortuária da Pax Bom Jesus, de onde sairá para sepultamento às 9 horas desta quarta-feira (2) no cemitério São Sebastião. Em decorrência do protocolo do distanciamento social, que proíbe aglomerações como forma de evitar o contágio pelo novo coronavírus, amigos e familiares terão 4 horas para deixar um último adeus ao rapaz.

Jornal Midiamax