Cotidiano

Secretário de Saúde de MS vê com preocupação reabertura de escolas de Campo Grande

Geraldo Resende diz que a SES não foi consultada sobre reabertura das escolas particulares da Capital em meio à pandemia, mas frisa autonomia

Humberto Marques Publicado em 05/06/2020, às 15h10 - Atualizado em 07/06/2020, às 10h04

Escolas estão fechadas desde março por causa da pandemia de coronavírus. (Foto: Arquivo).
Escolas estão fechadas desde março por causa da pandemia de coronavírus. (Foto: Arquivo). - Escolas estão fechadas desde março por causa da pandemia de coronavírus. (Foto: Arquivo).

Anunciada nesta sexta-feira (5) pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), a possível reabertura das escolas particulares de Campo Grande a partir de 1º de julho é vista com preocupação pelo secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende.

Segundo ele, a SES não participou dos debates realizados pelo município –que tem autonomia sobre a questão–, envolvendo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) e OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional de Mato Grosso do Sul).

“A Secretaria de Estado de Saúde não foi chamada para o debate”, afirmou Geraldo ao Jornal Midiamax, reforçando que acompanha a questão por interesse familiar, já que tem crianças em idade escolar.

“Logicamente me preocupa essa decisão”, prosseguiu, reiterando que Campo Grande tem autonomia para tratar do tema e que a SES está aberta para ser chamada, embora a pasta reitere que seguirá o planejamento anunciado até aqui em relação à Educação estadual, com base nas recomendações de seus técnicos.

Conforme o secretário, apenas a partir de 20 de junho, já na última semana do mês, a Secretaria deve se reunir para avaliar se renovará ou não as recomendações voltadas às escolas estaduais –que seguem com aulas suspensas, pelo menos, até o dia 30. As decisões são tomadas por meio de uma equipe técnica que avalia o abrandamento ou enrijecimento das medidas de controle da Covid-19.

A data foi a mesma estipulada inicialmente pela Secretaria Municipal de Educação para retomada das aulas na Reme (Rede Municipal de Ensino), sendo decidida antes do aumento considerável no número de casos de coronavírus no Estado –que nesta sexta-feira (5) somou 1.997 casos e 21 mortes.

Reabertura das escolas particulares em Campo Grande

Marquinhos Trad confirmou nesta manhã a possibilidade de reabertura das escolas particulares, atendendo a solicitações do setor que, até aqui, vem mantendo atividades não-presenciais, com aulas online.

O prefeito advertiu, porém, que a definição da data não significa, necessariamente, que as escolas vão reabrir já no dia 1º: as instituições devem seguir uma série de medidas preventivas previstas em planos de biossegurança e ter todos os equipamentos vistoriados. Além disso, a situação da pandemia no Estado –como redução no volume de leitos hospitalares ocupados e baixa curva de casos devem influenciar a decisão.

A intenção é permitir uma reabertura gradual, para alunos com menos de 7 anos. O martelo sobre a questão deve ser batido no dia 25.

Jornal Midiamax