Cotidiano

Dicas para não cair duro ao receber a conta de energia da quarentena

Com crianças e parte das pessoas trabalhando de casa por conta da quarentena, o consumo de energia tende a ser maior nas residências em MS – a Energisa não dispõe, ainda, da estimativa de aumento do consumo residencial. O problema do gasto de energia elétrica ser maior nesse período é que a alíquota de cobrança […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 07/04/2020, às 12h27 - Atualizado às 13h38

(Foto: Ilustrativa/Internet)
(Foto: Ilustrativa/Internet) - (Foto: Ilustrativa/Internet)

Com crianças e parte das pessoas trabalhando de casa por conta da quarentena, o consumo de energia tende a ser maior nas residências em MS – a Energisa não dispõe, ainda, da estimativa de aumento do consumo residencial.

O problema do gasto de energia elétrica ser maior nesse período é que a alíquota de cobrança de impostos, como o ICMS, pode aumentar substancialmente caso a faixa de consumo seja superada, fazendo com que o valor devido seja bem superior ao que se costumava pagar.

Porém, antes da conta chegar, é possível adotar algumas medidas que podem fazer a diferença, que vão desde a manter janelas abertas, aproveitar iluminação natural, trocar o micro-ondas pelo forno a gás e até a substituir equipamentos e lâmpadas. Confira:

Iluminação natural

Deixar a luz natural entrar pode fazer a diferença na conta de energia, já que as lâmpadas passam a ser menos utilizadas. Quem está em quarentena e trabalhando ou estudando de casa, também pode montar as estações de estudo e trabalho nos ambientes mais iluminados, para dispensar o uso de iluminação artificial.

Lâmpadas de LED

Para quem não consegue mudar a estação para ambientes naturalmente mais claros, substituir lâmpadas antigas por modelos de LED também vão garantir uma boa economia e também evita a sobrecarga do sistema, já que os modelos econômicos requerem menos energia para iluminar.

E o calor

Manter portas e janelas abertas para aproveitar a brisa é uma forma de economizar, principalmente nas primeiras horas do dia, quando ainda não está tão quente. Mas, quando o calor beirar o insuportável, o uso do ar condicionado pode ser acionado, com cautela. Para isso, mantenha os aparelhos higienizados e, se o uso for frequente, investir em modelos inverter trazem economia já a médio-prazo. Mesmo assim, mantenha os equipamentos ligados apenas quando estiver no mesmo ambiente – mesmo uma saída rápida justifica desligá-los.

Geladeira

Crianças em casa e ociosidade rememoram a um péssimo hábito: abrir a geladeira. Economizar com esse aparelho, portanto, é uma questão de disciplina, para abrir o equipamento apenas quando necessário. Mas, manter geladeiras afastadas da parede também evitam a sobrecarga dos compressores e fazem com que o rendimento melhore, ocasionando economia de energia. Nunca coloque roupas e calçados para secar na parte de trás, pois isso também faz o consumo disparar.

Forno elétrico e micro-ondas

A não ser que na residência só tenha esse equipamento, priorize sempre o forno a gás – que deve ficar bem longe da geladeira. Até mesmo o micro-ondas deve ser evitado na hora de aquecer alimentos, por mais prático que seja, já que o equipamento também faz o consumo de energia disparar.

TV

A maioria dos televisores modernos têm opção de consumo ecológico, no qual o brilho e contraste da tela são configurados para consumirem menos energia. Utilizar o timer, para desligamento automático, também evita que os aparelhos virem a noite ligados enquanto todos estão dormindo.

Stand by

A maioria dos equipamentos possuem essa função, que deixa os itens à disposição do controle remoto e fazem o acionamento ser mais rápido. Mas, o stand by é tido por especialistas como um dos vilões, já que mesmo com o modo acionado, o consumo de energia ocorre. Melhor, mesmo, é tirá-los da tomada e ligar somente durante o uso.

Ferro de passar e máquina de lavar

A velha dica de juntar uma quantidade maior de roupas para passá-las todas de uma vez segue funcionando como medida para economizar energia, já que o aquecimento do equipamento rouba muita energia. Vale o mesmo para a máquina de lavar.

Celulares e notebooks

Esses aparelhos portáteis ganharam mais importância que nunca durante a quarentena, pois além de notícias, também fornecem entretenimento e são equipamentos de trabalho. As configurações dos mesmos, porém, podem fazer com que a necessidade de recarregar as baterias seja menos frequente.

Para isso, opções de contraste de tela podem ajudar a performance das baterias. Não deixá-los carregando por mais tempo que o necessário também aumento o consumo de energia elétrica e acionar o desligamento automático de tela quando não estiver usando também contribui para a economia.

Chuveiro elétrico

Nesse calor, tomar banhos gelados ou banhos quentes mais curtos também vão resultar numa boa redução no valor da conta de luz, já que o equipamento é responsável por cerca de 30% do consumo total.

As informações desta matéria foram fornecidas pela Energisa, que disponibiliza canais de atendimento em caso de necessidade: (67) 99980 0698 (WhatsApp), site energisa.com.br. e aplicativo Energisa ON.

Jornal Midiamax