Cotidiano

Proprietário de chácara com porcos desnutridos responderá por crime ambiental e é multado

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Bataguassu, município distante 335 quilômetros de Campo Grande, autuou administrativamente o proprietário de uma chácara e multado em mil reais por maus-tratos a suínos, por falta de água e alimentos. O infrator também foi encaminhado a delegacia de Polícia Civil e responderá por crime ambiental. Na manhã desta […]

Carolina Rocha Publicado em 01/12/2020, às 15h53

Um dos porcos desnutridos. Foto: Polícia Militar Ambiental de Bataguassu.
Um dos porcos desnutridos. Foto: Polícia Militar Ambiental de Bataguassu. - Um dos porcos desnutridos. Foto: Polícia Militar Ambiental de Bataguassu.

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Bataguassu, município distante 335 quilômetros de Campo Grande, autuou administrativamente o proprietário de uma chácara e multado em mil reais por maus-tratos a suínos, por falta de água e alimentos. O infrator também foi encaminhado a delegacia de Polícia Civil e responderá por crime ambiental.

Na manhã desta terça-feira (1º), a PMA (Polícia Militar Ambiental) foi acionada pela vigilância sanitária da cidade, em razão de uma denúncia envolvendo porcos. Estes estariam sendo maltratados em uma chácara localizada no assentamento Casulo, 5 quilômetros de Bataguassu.

Proprietário de chácara com porcos desnutridos responderá por crime ambiental e é multado
Foto: PMA de Bataguassu.

Após ser acionada, a polícia foi até o local e verificou que havia uma criação de porcos, alguns filhotes, em ambiente precário e inapropriado, com falta de alimentação e até mesmo de água. Ao todo, eram 20 animais e os mesmos foram apreendidos e o proprietário recebeu ordens de tomar as providências quanto alimentação, água e cuidados veterinários, caso os suínos não se recuperassem apenas com a nutrição adequada.

O infrator responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais, e pode ter uma pena de três meses a um ano de detenção. Além da multa de mil reais aplica pela PMA.

Jornal Midiamax