Cotidiano

Prensado por dois caminhões, rapaz de 19 anos pede ajuda para fazer exames em Campo Grande

Depois de sofrer um acidente de trabalho e ser prensado por dois caminhões, um jovem de 19 anos precisa de ajuda para realizar exames em Campo Grande. Jakson Júnior sofreu o acidente de trabalho em fevereiro e uma das sequelas foi o uso da sonda. Para obter um diagnóstico, a família do jovem vai realizar […]

Mylena Rocha Publicado em 30/07/2020, às 14h30 - Atualizado às 14h36

Jakson é pai de uma criança de quatro meses. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Jakson é pai de uma criança de quatro meses. (Foto: Reprodução/Redes Sociais) - Jakson é pai de uma criança de quatro meses. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Depois de sofrer um acidente de trabalho e ser prensado por dois caminhões, um jovem de 19 anos precisa de ajuda para realizar exames em Campo Grande. Jakson Júnior sofreu o acidente de trabalho em fevereiro e uma das sequelas foi o uso da sonda. Para obter um diagnóstico, a família do jovem vai realizar uma galinhada para arrecadar fundos. 

A esposa do trabalhador, Maykelly Roberto de Souza, de 28 anos, conversou com a reportagem e explica que ele teve que ficar três meses em uma cadeira de rodas. Agora ele já consegue se movimentar, mas teme ter que usar sonda pelo resto da vida. Ele tem um filho de apenas quatro meses. 

“Ele usa sonda porque o acidente rompeu o canal da urina. Os médicos não conseguem realinhar o canal dele, precisamos do diagnóstico de outro médico porque esse disse que ele vai ficar com sonda pelo resto da vida. Ele é muito novo, não quer viver assim”, diz Maykelly.

Ela conta que o objetivo da galinhada é arrecadar recursos para uma consulta particular e novos exames. Ele estava com um exame agendado para maio pelo SUS (Sistema Único de Saúde), mas atrasou devido à pandemia e ainda não conseguiu fazer. 

Maykelly explica que o acidente aconteceu quando Jakson trabalhava em um depósito, ele foi prensado por dois caminhões enquanto descarregava madeira. Na época, chegou a ficar com a pelve quebrada em três locais e ficou meses sem andar. 

A galinhada será realizada em um domingo, no dia 23 de agosto, na residência do casal na Vila Nogueira. Cada porção será vendida a R$ 10 e não é preciso se preocupar com aglomeração, pois as marmitas serão para entrega. Contato: (67) 99253-5537.

Jornal Midiamax