Cotidiano

Prefeitura estabelece novo formato e libera futebol a partir desta terça

Os clubes de futebol de Campo Grande poderão retornar os treinos a partir desta terça-feira (1). A autorização, publicada hoje no diário oficial, segue recomendações e normas técnicas alinhadas pelos órgãos de saúde e o CREF/MS (Conselho Regional de Educação Física de Mato Grosso do Sul) e veio após reunião com Membros da UEFA-MS (União […]

Da Redação Publicado em 01/09/2020, às 15h58 - Atualizado em 04/09/2020, às 09h36

None

Os clubes de futebol de Campo Grande poderão retornar os treinos a partir desta terça-feira (1). A autorização, publicada hoje no diário oficial, segue recomendações e normas técnicas alinhadas pelos órgãos de saúde e o CREF/MS (Conselho Regional de Educação Física de Mato Grosso do Sul) e veio após reunião com Membros da UEFA-MS (União Esportiva do Futebol Amador de Mato Grosso do Sul) e proprietários de campos de futebol da Capital na semana passada.

Mesmo cada um em seu quadrado a liberação é positiva segundo Júlio César, vice-presidente da UEFA. “Sabemos da importância de tomar medidas que não disseminem o vírus por isso estudamos e estruturamos juntos uma proposta com biossegurança para darmos continuidade aos treinos”.

 O Presidente da Funesp, Rodrigo Terra, afirmou que essa nova modalidade de futebol, sem o contato físico, e com o protocolo de segurança garante a prática esportiva, a saúde e a integridade física de seus praticantes. “Estamos voltando com o futebol, mas com adequações para o desenvolvimento da atividade esportiva neste momento de pandemia, buscando a prática segura, seguindo todas as normas técnicas já vigentes nos Decretos anteriores, ficando ainda proibido eventos”.

Fica proibido

Entre as regras estão a proibição do compartilhamento de materiais entre os participantes, a não cobrança de tiro lateral com as mãos, e fica obrigatório o uso de luvas pelo goleiro. Além disso, devem ser vedadas a entrada de pessoas que estejam apresentando sintomas como: coriza, tosse, febre ou mal-estar.

Fica proibido também os bebedouros com água de pressão, de modo que cada atleta seja responsável por trazer a sua garrafa d’água, sendo esta de uso pessoal e intransferível; A troca de roupas no local (o atleta deverá chegar ao local adequadamente trajado e preparado para a atividade), bem como não será permitido que se tome banho após a prática da atividade.

Ainda preocupada com a segurança da população, a Funesp avalia os boletins de contágio do vírus diariamente até para que em breve possa também fazer a reabertura dos parques.

Jornal Midiamax