Cotidiano

Polícia prende homem que deixou cachorros sem água e comida por dias em MS

Um homem de 37 anos foi preso acusado de maltratar quatro cachorros, os deixando sem água e comida por dias. A prisão – que ocorre quatro dias depois da aprovação de lei que aumentou a pena nos crimes de maus tratos a animais -, foi realizada durante uma fiscalização conjunta entre a Polícia Civil e […]

Dayene Paz Publicado em 03/10/2020, às 16h12 - Atualizado às 16h34

None

Um homem de 37 anos foi preso acusado de maltratar quatro cachorros, os deixando sem água e comida por dias. A prisão – que ocorre quatro dias depois da aprovação de lei que aumentou a pena nos crimes de maus tratos a animais -, foi realizada durante uma fiscalização conjunta entre a Polícia Civil e Ministério Público, com o apoio da Polícia Militar Ambiental e da Vigilância Sanitária, em Bonito, a 300 quilômetros de Campo Grande.

As investigações tiveram início após denúncia de vizinhos, que suspeitavam que os animais estariam sendo mantidos presos de forma cruel. Assim, durante a ação na manhã deste sábado (03), os policiais foram ao local, onde encontraram quatro cachorros que estavam em situação insalubre, privados de água e comida. Um deles, filhotinho, foi encontrado em um cômodo sem entrada de ar e amarrado sem poder se mexer.

Segundo o delegado que presidiu as investigações, Gustavo Henriques Barros, os cães estavam magros e desidratados. Os animais foram resgatados e entregues a um abrigo, onde estão sendo cuidados até que possam ser encaminhados para novos lares.

A prisão ocorreu após quatro dias da aprovação de lei que aumentou a pena nos crimes de maus tratos a animais. “No último dia 29 foi sancionada a lei que reformulou o crime de maus tratos a cães e gatos, aumentando a pena máxima de um ano para cinco”, explica o delegado. “Como a lei já está em vigor, o suspeito foi autuado em flagrante com base nela e ficará preso até posterior decisão judicial”, conclui.

Jornal Midiamax