Cotidiano

PMA de Rochedo autua homem em R$ 2,2 mil por pesca predatória

Neste domingo (23), a PMA (Polícia Militar Ambiental) do Posto da Cachoeira do Sossego, em Rochedo, prendeu um pescador em flagrante após denúncias dos moradores. Em período de piracema, o infrator estava pescando constantemente no rio Aquidauana e Jatobá. Ele foi autuado e multado em R$ 2.225,00. Os policiais realizaram fiscalização nos rios e não […]

Ranziel Oliveira Publicado em 24/11/2020, às 12h23

Carro e pescado foram apreendidos (Foto: Divulgação / PMA)
Carro e pescado foram apreendidos (Foto: Divulgação / PMA) - Carro e pescado foram apreendidos (Foto: Divulgação / PMA)

Neste domingo (23), a PMA (Polícia Militar Ambiental) do Posto da Cachoeira do Sossego, em Rochedo, prendeu um pescador em flagrante após denúncias dos moradores. Em período de piracema, o infrator estava pescando constantemente no rio Aquidauana e Jatobá. Ele foi autuado e multado em R$ 2.225,00.

Os policiais realizaram fiscalização nos rios e não encontraram o denunciado. Para sua captura ou de qualquer outro infrator que estivesse pescando durante a piracema, os policiais intercalaram as buscas entre os rios e bloqueios nas estradas.

O infrator foi encontrado na estrada que liga a cidade de Rochedo ao rio Jatobá, o pescador, de 24 anos, estava em um veículo Fiat Palio. No porta-malas, foi encontrado 11 kg de pescado ilegal.

O pescado e o veículo foram apreendidos. O infrator mora em um rancho à margem do rio Aquidauana, ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Rochedo, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de transporte de produto da pesca predatória e poderá sair depois de pagar fiança.

Se condenado pelo crime, poderá pegar pena de um a três anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.225,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas depois de periciado.

Jornal Midiamax