Cotidiano

PMA autua comerciante de Coxim em quase R$ 13 mil por exploração ilegal de madeira

Na tarde desta terça-feira(13), a PMA (Polícia Militar Ambiental) de Coxim autuou um comerciante em R$ 12.900,00, por exploração ilegal de madeira. Ao todo, foram extraídas 43 árvores das espécies Farinha-seca, Sucupira-preta, Angico-branco, Pau-óleo e Paratudo. O flagrante aconteceu durante  fiscalização em uma fazenda de Coxim, a 22Km do perímetro urbano. Os policiais constata...

Ranziel Oliveira Publicado em 28/10/2020, às 12h55

(Foto: Divulgação / PMA)
(Foto: Divulgação / PMA) - (Foto: Divulgação / PMA)

Na tarde desta terça-feira(13), a PMA (Polícia Militar Ambiental) de Coxim autuou um comerciante em R$ 12.900,00, por exploração ilegal de madeira. Ao todo, foram extraídas 43 árvores das espécies Farinha-seca, Sucupira-preta, Angico-branco, Pau-óleo e Paratudo.

O flagrante aconteceu durante  fiscalização em uma fazenda de Coxim, a 22Km do perímetro urbano. Os policiais constataram que as árvores foram derrubadas em quatro áreas distintas e tudo foi realizado sem a licença ambiental. A madeira ainda não tinha sido explorada, mas depois da retida, a área seria usada como pastagem.

As atividades foram interditadas e a madeira foi apreendida e proibida de ser explorada, até a possível legalização. O pecuarista, um comerciante (49), morador de Coxim, responderá pelo crime ambiental de exploração ilegal de madeira, com pena de seis meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 12.900,00.

Jornal Midiamax