Cotidiano

Novo pacote de obras irá asfaltar Centenário e recapear trecho da Duque de Caxias

A Prefeitura de Campo Grande irá asfaltar o Jardim Centenário, construir seis pontes de concreto em áreas de produção da zona rural e recapear as duas pistas da avenida Duque de Caxias, trecho que vai do Aeroporto Internacional de Campo Grande à rotatória na entrada do Indubrasil. O investimento será de R$ 18,8 milhões, recurso […]

Ana Palma Publicado em 03/01/2020, às 10h25 - Atualizado às 10h42

Trecho do Jardim Centenário, que também passará por obra de pavimentação. (Divulgação PMCG, Arquivo)
Trecho do Jardim Centenário, que também passará por obra de pavimentação. (Divulgação PMCG, Arquivo) - Trecho do Jardim Centenário, que também passará por obra de pavimentação. (Divulgação PMCG, Arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande irá asfaltar o Jardim Centenário, construir seis pontes de concreto em áreas de produção da zona rural e recapear as duas pistas da avenida Duque de Caxias, trecho que vai do Aeroporto Internacional de Campo Grande à rotatória na entrada do Indubrasil. O investimento será de R$ 18,8 milhões, recurso este extra orçamentário, alocado junto à Sudeco, com apoio da bancada federal.

Os projetos foram cadastrados antes da virada do ano, após a confirmação do empenho dos recursos.  O maior investimento, R$ 9.886.531,01, será utilizado no recapeamento de um trecho de 9, 9 quilômetros (quase 20 quilômetros considerando as duas pistas) da Avenida Duque de Caxias e o seu prolongamento, após o viaduto sobre os trilhos, na Avenida Solon Padilha.

O asfalto existente foi feito há 15 anos, quando a avenida foi duplicada, e está se soltando. “Como é um trecho de rodovia,  recebe um tráfego de caminhões, carretas e o  desgaste do pavimento é  ainda maior”, explica Edvaldo Aquino, Gerente da Divisão de Manutenção das Vias Públicas.

Outra parcela dos recursos alocados junto à Sudeco, R$ 5,5 milhões, vai garantir a pavimentação do Jardim Centenário, bairro na região urbana do Anhanduizinho. O projeto prevê a execução de 4,8  quilômetros de asfalto no bairro localizado na saída para Sidrolândia. Serão pavimentadas as ruas Itabarito, Xanxere, Baliza, Caxiuana, Limão, Barra da Corda, José da Silva, Regeneração, Seis de Outubro, Granada, Ribeirão das Neves,Morro do Chapéu e Moçambique.

Já a construção de seis pontes de concreto na zona rural (quatro deles sobre o Rio Anhandui), vão exigir investimento de  R$ 4.4 milhões.

Segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, nas últimas duas semanas de 2019, a Prefeitura inicia o ano com quase R$ 68 milhões assegurados, via emendas parlamentares, para obras de infraestrutura urbana e revitalização dos espaços públicos da antiga rodoviária.

Estão empenhados junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional,  R$ 500 mil para asfalto no Jardim Tarumã;   R$ 5,6 milhões no Jardim Noroeste; R$ 27,3  milhões que vão garantir 10 quilômetros de recapeamento; R$ 15,6 milhões para obras na rodoviária e mais estes R$ 19,8 milhões na Sudeco.

A Prefeitura informou que as obras terão inicio até maio deste ano, mas não informou em quanto tempo as melhorias nas regiões ficarão prontas.

Jornal Midiamax