Cotidiano

No 1º dia de vacinação contra gripe, idosos formam filas em postos de saúde e farmácias

Os idosos acordaram cedo para garantir a imunização no primeiro dia da Campanha de Vacinação Contra a Gripe em Campo Grande. O atendimento começa às 8 horas, mas logo cedo, os idosos já começaram a formar filas nos postos de saúde e farmácia. A vacinação será realizada em 10 unidades de saúde e 45 farmácias […]

Mylena Rocha Publicado em 24/03/2020, às 08h24 - Atualizado às 10h36

None
Unidade organizou fila em cadeiras. (Foto: Ana Paula Chuva)

Os idosos acordaram cedo para garantir a imunização no primeiro dia da Campanha de Vacinação Contra a Gripe em Campo Grande. O atendimento começa às 8 horas, mas logo cedo, os idosos já começaram a formar filas nos postos de saúde e farmácia. A vacinação será realizada em 10 unidades de saúde e 45 farmácias da Capital. 

No 1º dia de vacinação contra gripe, idosos formam filas em postos de saúde e farmácias
No Buriti, a unidade de saúde organizou idosos em cadeiras, com distância de um metro entre um e outro. (Foto: Ana Paula Chuva/Midiamax)

Em uma unidade de saúde no bairro Buriti, os idosos foram organizados para manter uma distância mínima de um metro. Os funcionários colocaram uma fileira de cadeiras, para que eles não esperem em pé. 

De acordo com uma servidora, a orientação é para que os idosos optem pela vacinação nas farmácias sempre que for possível. “Preferencialmente, eles devem ir às farmácias para não entrar em contato com as crianças, já que a vacina de rotina acontece normalmente. Quem não pode, igual a estes que estão aqui, que não têm carro para ir à farmácia, vem para cá. A gente coloca eles com um espaço de um metro para não ter aglomeração”, afirma. 

A servidora também explica que os idosos acamados também serão vacinados contra a gripe. A equipe se organiza para ir à casa dos pacientes. 

No 1º dia de vacinação contra gripe, idosos formam filas em postos de saúde e farmácias
Idosos formam fila na unidade do São Conrado. (Foto: Ana Paula Chuva/Midiamax)

Na unidade do São Conrado, os idosos também formam filas à espera da vacinação. A estrutura não está tão organizada como na outra UBS (Unidade Básica de Saúde) e os idosos aguardam em pé, sem muito cuidado com o espaçamento para evitar a contaminação. 

Nas drogarias, as filas também se formaram antes mesmo do início do atendimento. Em uma drogaria localizada na avenida Júlio de Castilho, a fila de idosos já dobra a esquina. Alguns usam máscara, mas também não há um cuidado de manter uma distância segura. Em outra drogaria, na Vila Bandeirantes, as doses são limitadas e os funcionários distribuem senha para organizar o atendimento. 

Em uma drogaria na avenida Marquês de Pombal, também há fila de idosos e a unidade tem limite de 100 doses de vacina por dia. A Guarda Municipal está no local e auxilia no controle.

Em alguns bairros, pacientes já reclamam que há poucas senhas para a vacinação nesta terça (24). Algumas unidades de saúde podem ter uma restrição de vacinas por dia e a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) explica que isto não quer dizer que faltam vacinas. Como são do grupo de risco, os idosos devem evitar aglomerações. Por isso, cada unidade tem uma organização diferente, adaptada para a quantidade de idosos cadastrados na região de abrangência. Assim, os postos restringem uma quantidade de vacinas por dia. 

Jornal Midiamax