Cotidiano

Na linha de frente, socorrista do Samu morre com coronavírus em Campo Grande

O socorrista do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Gerci Alves da Silva, 57 anos, morreu vítima da Covid-19, doença causada pelo coronavírus, em Campo Grande. Ele era motorista de ambulância e estava atuando na linha de frente no combate à doença. Após contrair o vírus, ficou internado por mais de duas semanas até […]

Gabriel Maymone Publicado em 10/11/2020, às 07h38 - Atualizado às 14h28

Gerci Alves trabalhava como socorrista do Samu e estava internado desde o fim de outubro com Covid-19. (Foto: Reprodução, Facebook)
Gerci Alves trabalhava como socorrista do Samu e estava internado desde o fim de outubro com Covid-19. (Foto: Reprodução, Facebook) - Gerci Alves trabalhava como socorrista do Samu e estava internado desde o fim de outubro com Covid-19. (Foto: Reprodução, Facebook)

O socorrista do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Gerci Alves da Silva, 57 anos, morreu vítima da Covid-19, doença causada pelo coronavírus, em Campo Grande.

Ele era motorista de ambulância e estava atuando na linha de frente no combate à doença. Após contrair o vírus, ficou internado por mais de duas semanas até falecer na noite de segunda-feira (9). Ele estava no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul).

Haverá cortejo em homenagem ao profissional a partir das 13h, saindo da Funerária Pax Real, na Avenida Bandeirantes). Então, seguirá em direção ao cemitério Memorial Park, no Bairro Universitário. O sepultamento será às 14h30.

Nas redes sociais, familiares e amigos lamentam a morte de Gerci.

“Nosso amigo, poderia ficar em casa, por ser do grupo de risco, mas não pode […] vi ele e a esposa várias vezes com todos os Epis necessário para atendimentos de pacientes mas mesmo assim foram contaminados, ainda assim tem pessoas que levam na brincadeira esse vírus terrível”, postou um amigo.

Jornal Midiamax