Cotidiano

MS tem 100 casos de Covid e Saúde alerta para aumento ‘expressivo’ se desrespeito continuar

Mato Grosso do Sul chegou a 100 casos confirmados de Covid-19 (coronavírus) – três a mais que o divulgado na sexta-feira (10) -, conforme boletim do Governo do Estado deste sábado (11). São dados compilados até às 10 horas de hoje. O Estado tem 882 notificações, dos 723 casos descartados, 47 estão em investigação e […]

Mayara Bueno Publicado em 11/04/2020, às 11h08 - Atualizado em 12/04/2020, às 08h59

Casos aumentaram para 100, confirmou SES em live. Imagem: Reprodução / Live Facebook
Casos aumentaram para 100, confirmou SES em live. Imagem: Reprodução / Live Facebook - Casos aumentaram para 100, confirmou SES em live. Imagem: Reprodução / Live Facebook

Mato Grosso do Sul chegou a 100 casos confirmados de Covid-19 (coronavírus) – três a mais que o divulgado na sexta-feira (10) -, conforme boletim do Governo do Estado deste sábado (11). São dados compilados até às 10 horas de hoje.

O Estado tem 882 notificações, dos 723 casos descartados, 47 estão em investigação e 12 excluídos. Dois dos três novos casos são em Campo Grande, uma mulher de 48 anos e um homem de 32, e um em Paranaíba, uma idosa de 75 anos.

O secretário de Saúde de MS, Geraldo Resende, repetiu o apelo diário para as pessoas permanecerem em suas residências e disse que aumento expressivo pode vir nas próximas semanas. “Se querem contribuir, ajudar Mato Grosso do Sul a não ter casos expressivos, nos ajude, fiquem em casa, esse é nosso apelo no dia de hoje”.

Esclareceu que a baixa adesão ao isolamento social de agora se refletirá nas próximas duas semanas. “Se nós vacilarmos, como parte substancial da população está fazendo, teremos uma acréscimo muito grande. Os serviços privados e públicos não estão preparados para os novos casos”.

Na sexta-feira (10), o Governo de MS afirmou que o Estado é o que mais desrespeita regras de distanciamento. A eventual explosão de casos pode gerar esgotamento do atendimento hospitalar.

Segundo a secretária-adjunta de Saúde, Cristiane Maymone, são 882 casos notificados, 47 em investigação, 723 foram descartados, 12 excluídos e dois óbitos. Na análise do avanço da doença, afirma, é possível observar ‘curva exponencial, ascendente, o que é bem preocupante”. O distanciamento de agora será fundamental para os próximos 15 dias.

Dos 100 infectados, são 51 casos em Campo Grande; 10 em Nova Andtradina; 9 em Três Lagoas; 7 em Dourados; 6 em Batayporã; 5 em Chapadão do Sul; 1 em Alcinópolis, Corumbá, Paranaíba, Ponta Porã, Rio Verde de Mato Grosso e Sidrolândia, cada uma.
Jornal Midiamax