MS registra 8 novos casos de coronavírus e confirmados chegam a 44

Durante a entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (30), a SES (Secretaria de Estado de Saúde) divulgou os números atualizados do novo coronavírus, o Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Os casos confirmados subiram para 44, outros 51 casos estão sob investigação e a saúde registrou 524 notificações. Não há nenhum óbito no Estado. Dos […]
| 30/03/2020
- 20:19
MS registra 8 novos casos de coronavírus e confirmados chegam a 44
(Foto: Fatemeh Bahrami/Anadolu Agency via Getty Images) - (Foto: Fatemeh Bahrami/Anadolu Agency via Getty Images)

Durante a entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (30), a SES (Secretaria de Estado de Saúde) divulgou os números atualizados do novo coronavírus, o Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Os casos confirmados subiram para 44, outros 51 casos estão sob e a saúde registrou 524 notificações. Não há nenhum óbito no Estado.

Dos oito novos casos em MS, 7 são em Campo Grande: duas pessoas contraíram a doença em e uma pessoa contraiu no Rio de Janeiro. Outros 4 campo-grandenses tiveram contato direto com pessoas já infectados pelo vírus. Em Batayporã, o terceiro caso foi confirmado em uma mulher, de 30 anos que teve contato com uma pessoa infectada.

A maioria dos casos estão em Campo Grande, onde pacientes tiveram contatos com pessoas já infectadas pelo vírus e demais pessoas que viajaram para a e Espanha. Além da Capital, as cidades de Sidrolândia, Ponta Porã, Rio Verde de Mato Grosso, Batayporã e Dourados também registram casos da doença.

As cidades de Anastácio, Caarapó, Camapuã, Dois Irmãos de Buriti, Fátima do Sul, Naviraí possuem um caso suspeito. Bataguassu e Rio Verde de Mato Grosso com 2. Aquidauana e Ponta Porã somam 3 casos cada, Nova Andradina e Três Lagoas com 4 em investigação. Dourados possui 6 suspeitas e Campo Grande lidera as estatísticas com 21 suspeitas.

Dos 44 casos confirmados, 20 pacientes já finalizaram a quarentena e estão sem os sintomas do coronavírus. Demais infectados, estão em isolamento domiciliar ou internado.

Veja também

Nos últimos dois dias, a Capital de Mato Grosso do Sul foi a mais fria do Brasil

Últimas notícias