Cotidiano

MS deve fechar agosto com 50 mil infectados por Covid-19 e se aproximar de 900 óbitos

Mato Grosso do Sul deve fechar o mês de agosto com aproximadamente 50 mil infectados pelo novo coronavírus. Nesta segunda-feira (31), o boletim epidemiológico trouxe um total de 48.937 diagnósticos positivos para Covid-19. Considerando a média móvel de 839 casos por dia e números que, às terças-feiras, costumam superar mil casos, a marca de 50 […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 31/08/2020, às 11h29

(Foto: Henrique Arakaki)
(Foto: Henrique Arakaki) - (Foto: Henrique Arakaki)

Mato Grosso do Sul deve fechar o mês de agosto com aproximadamente 50 mil infectados pelo novo coronavírus. Nesta segunda-feira (31), o boletim epidemiológico trouxe um total de 48.937 diagnósticos positivos para Covid-19. Considerando a média móvel de 839 casos por dia e números que, às terças-feiras, costumam superar mil casos, a marca de 50 mil pacientes já deve ser alcançada no boletim anunciado amanhã (1º de setembro).

O boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde) consolida dados alimentados pelos municípios nas bases de dados e-SUS VE e Sivepe Gripe num intervalo de 24h. No caso dos dados de amanhã, serão considerados os casos encerrados a partir das 19h01 do domingo (31) até às 19h de hoje.

O número de mortes decorrente da Covid-19 também deve se aproximar dos 900 casos, considerando os 862 registros desta segunda-feira e a média móvel de 13,1 mortes por dia. Até o momento, o mês de agosto já contabilizou 452 mortes, contra 320 em julho, 70 em junho, 11 em maio, 8 em abril e uma em março. Os números do mês atual, no entanto, costumam passar por alteração até os 15 primeiros dias do mês subsequente, decorrente do resultado de óbitos em investigação.

No último domingo (30), a taxa de letalidade da Covid-19 em Mato Grosso do Sul sofreu aumento de 0,1%, resultando em 1,8%. De acordo com as autoridades, o número é preocupante, principalmente porque o Estado chegou no limite da capacidade de ampliação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para Covid-19 – o limite é determinado, dentre outros fatores, pela dificuldade de contratar recursos humanos intensivistas.

Dos 48.937 casos apresentados hoje, 7.009 são infecções ativos (pessoas que estão, atualmente, doentes, seja internadas ou em isolamento domiciliar0. Com isso, o número de recuperados já é de mais de 41 mil do total de casos confirmados, equivalente a 84% do total do total.

Jornal Midiamax