Cotidiano

MS continua ocupando 2° lugar no ranking nacional com maior incidência de dengue

Mato Grosso do do Sul já soma 69.906 mil notificações de dengue neste ano, conforme o boletim epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde), e continua ocupando o 2°lugas no ranking nacional com maior incidência do mosquito Aedes aegypti. De acordo com o balanço, cerca de 42 pessoas foram vítimas fatais da doença desde janeiro. […]

Karina Campos Publicado em 10/10/2020, às 16h56 - Atualizado em 11/10/2020, às 10h21

Foto: Divulgação/PMCG
Foto: Divulgação/PMCG - Foto: Divulgação/PMCG

Mato Grosso do do Sul já soma 69.906 mil notificações de dengue neste ano, conforme o boletim epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde), e continua ocupando o 2°lugas no ranking nacional com maior incidência do mosquito Aedes aegypti.

De acordo com o balanço, cerca de 42 pessoas foram vítimas fatais da doença desde janeiro. Todos os municípios apresentam alerta de alta incidência.

As cidades que mais registram casos são a cada 100 mil habitantes são: Douradina, São Gabriel do Oeste, Novo Horizonte do Sul, Anaurilândia, Jateí, Ponta Porã, Amambai, Naviraí, Glória de Dourados e Ladário. Campo Grande já registrou mais de 18 mil notificações.

Embora o aumento nas notificações, mesmo durante o periodo de estiagem, as mortes não registram alta desde junho. Em janeiro o Estado registrou 8 óbitos; fevereiro +8; março +11; abril +7; maio +5; e junho, julho e agosto +1.

O último óbito em decorrência da doença aconteceu em Anastásio, uma mulher de 58 anos, diagnosticada com obesidade e cardiopatia crônica, não resistiu e morreu.

Jornal Midiamax