Cotidiano

Mototaxistas poderão rodar até 8 anos com mesma moto em Campo Grande

Um decreto assinado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) amplia o tempo de vida útil das motos e os mototaxistas poderão trabalhar com motos de até oito anos em Campo Grande. Antes, o prazo máximo era de cinco anos. Este é um pedido antigo dos mototaxistas, que comemoraram a assinatura do decreto. O presidente do sindicato […]

Mylena Rocha Publicado em 05/02/2020, às 11h34 - Atualizado às 16h06

Foto: Divulgação/PMCG
Foto: Divulgação/PMCG - Foto: Divulgação/PMCG

Um decreto assinado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) amplia o tempo de vida útil das motos e os mototaxistas poderão trabalhar com motos de até oito anos em Campo Grande. Antes, o prazo máximo era de cinco anos.

Este é um pedido antigo dos mototaxistas, que comemoraram a assinatura do decreto. O presidente do sindicato da categoria, Durvair Caburé, afirma que o aumento do tempo de vida útil das motos é uma vitória devido à redução das viagens de mototáxi com a vinda dos aplicativos.

“Com a vinda dos aplicativos, o número de quilômetro rodado por dia diminuiu muito. Às vezes, em até 70%. Isso também causa um desgaste menor na moto, não precisando que haja essa troca mais rapidamente”, explicou Caburé.

O prefeito pontuou que a assinatura do decreto é uma maneira de dar condições iguais às categorias que trabalham com o transporte. “Nós temos trabalhado para dar igualdade de condições entre todas as categorias de mobilidade e hoje estamos deixando isso concreto com esta assinatura”, pontuou o prefeito.

Jornal Midiamax