Cotidiano

Morre brigadista que teve 80% do corpo queimado durante combate a incêndio

Morreu na noite desta terça-feira (1º), o brigadista Wellington Fernandes Peres Silva, 41 anos, que estava internado em estado grave ao ter 80% do corpo atingido por chamas, durante combate a um incêndio na vegetação do parque Serra Dourada, em Chapadão do Céu, cidade de Goiás que faz divisa com Chapadão do Sul, em Mato […]

Dayene Paz Publicado em 02/09/2020, às 11h16

Brigadista quando foi socorrido. Imagem: Divulgação
Brigadista quando foi socorrido. Imagem: Divulgação - Brigadista quando foi socorrido. Imagem: Divulgação

Morreu na noite desta terça-feira (1º), o brigadista Wellington Fernandes Peres Silva, 41 anos, que estava internado em estado grave ao ter 80% do corpo atingido por chamas, durante combate a um incêndio na vegetação do parque Serra Dourada, em Chapadão do Céu, cidade de Goiás que faz divisa com Chapadão do Sul, em Mato Grosso do Sul.

O Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles deixou uma mensagem de pesar e reconhecimento ao trabalho do servidor do Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMBio) nas redes sociais da instituição.

“Hoje faleceu nosso servidor Welington, que, no dia 21 de agosto, […] foi atingido pelo fogo, sofreu queimaduras muito graves, estava internado desde então, lutando bravamente pela vida, mas, infelizmente, não resistiu. Nossos sentimentos à família e o reconhecimento ao trabalho dele e de todos os brigadistas”, disse.

Ao dar entrada no Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, Wellington ficou sedado e respirava com a ajuda de aparelhos. Ele deixa a esposa e duas filhas.

O acidente teria ocorrido na sexta-feira, 21 de agosto. Cerca de 30 pessoas, entre bombeiros e brigadistas, atuavam no combate as chamas, que destruíram mais de 2 mil hectares do parque Serra Dourada.

Jornal Midiamax