Cotidiano

Mais um dia desértico: tempo fica seco com máxima de até 41°C, prevê Cemtec

A sexta-feira (02) em Mato Grosso do Sul segue o ritmo dos últimos dias e permanece com clima desértico. E tem mais, essa onda de calor está longe de se despedir. A previsão, de acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), é de baixa umidade relativa do ar e temperaturas […]

Dayene Paz Publicado em 02/10/2020, às 06h33 - Atualizado às 10h41

(Marcos Ermínio, Midiamax)
(Marcos Ermínio, Midiamax) - (Marcos Ermínio, Midiamax)

A sexta-feira (02) em Mato Grosso do Sul segue o ritmo dos últimos dias e permanece com clima desértico. E tem mais, essa onda de calor está longe de se despedir. A previsão, de acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), é de baixa umidade relativa do ar e temperaturas que podem atingir os 41°C.

Em Campo Grande, a mínima esperada é de 25°C e a máxima de 39°C. Em Corumbá, a temperatura varia entre 29°C e 40°C; Dourados entre 24°C e 41°C; Coxim de 25°C a 40°C e Três Lagoas, de 24°C a 40°C.

O Cemtec informa que desde o primeiro fim de semana da primavera uma forte massa de ar quente atua sobre o Brasil provocando temperaturas muito elevadas em diversas regiões do país. Na última quarta-feira (30) cidades sul-mato-grossenses figuraram no topo da lista de recordes de calor com temperatura de 44,1°C registradas em Coxim e Agua Clara.

Prognóstico do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, indica que ao menos até a próxima sexta-feira (9) os dias serão de tempo seco e quente. Essa condição favorece temperaturas em torno ou acima dos 40°C e umidade do ar abaixo dos 20%.

Nestas condições a Defesa Civil orienta que sejam mantidos cuidados, especialmente com idosos e crianças. Sendo a principal delas sobre ingerir bastante líquido e proteger-se do sol, usando protetor solar e evitando exposição ao sol e evitando a prática de atividade física.

A chuva pode vir no domingo, dia 11, para Mato Grosso do Sul, mas com baixos acumulados. O Cemtec informa que mesmo assim, a chuva deve ser suficiente para ameninar as temperaturas elevadas.

Jornal Midiamax