Cotidiano

Instrutor de drones morre em acidente durante aula de parapente

O empresário e instrutor de drones Gilmar Valiente Siqueira, 40 anos, aprendia a voar de parapente quando sofreu acidente e morreu, na última sexta-feira (2), em uma chácara no loteamento Bela Laguna, em Campo Grande. Segundo familiares, Siqueira dava cursos de operação de drones para forças estaduais e nacionais de segurança. O instrutor ainda tinha […]

Jones Mário Publicado em 04/10/2020, às 15h21 - Atualizado às 16h45

Gilmar Valiente Siqueira dava aulas para operação de drones (Foto: Reprodução/Facebook)
Gilmar Valiente Siqueira dava aulas para operação de drones (Foto: Reprodução/Facebook) - Gilmar Valiente Siqueira dava aulas para operação de drones (Foto: Reprodução/Facebook)

O empresário e instrutor de drones Gilmar Valiente Siqueira, 40 anos, aprendia a voar de parapente quando sofreu acidente e morreu, na última sexta-feira (2), em uma chácara no loteamento Bela Laguna, em Campo Grande.

Segundo familiares, Siqueira dava cursos de operação de drones para forças estaduais e nacionais de segurança. O instrutor ainda tinha experiência internacional na área.

Gilmar Valiente Siqueira também era dono de uma empresa especializada em modelismo, conserto e manutenção de drones e filmagem aérea, localizada no Centro da Capital.

Conforme sistema de sepultamentos da prefeitura de Campo Grande, o corpo do empresário e instrutor de drones foi velado e enterrado ontem (3), no Cemitério Memorial Park.

Perigo

Na Capital, a região do Morro do Ernesto concentra os praticantes de parapente. Ainda assim, o esporte radical oferece perigos.

Em agosto do ano passado, um jovem caiu na área de morraria próximo a Rochedo durante voo. O Corpo de Bombeiros precisou mobilizar a Força Aérea para o resgate do rapaz.

Jornal Midiamax