Cotidiano

Indígenas de 56 e 81 anos são novas vítimas do coronavírus em Aquidauana

Foi confirmada a morte de mais dois indígenas em decorrência do coronavírus neste domingo (26) em Aquidauana, a 143 km de Campo Grande. A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde e agora o município tem 8 mortes causadas pela doença. Uma das vítimas é uma indígena de 56 anos que morreu na manhã […]

Mylena Rocha Publicado em 26/07/2020, às 14h07

Imagem mostra entrega de EPIs nas aldeias de Aquidauana. (Foto: Chico Ribeiro)
Imagem mostra entrega de EPIs nas aldeias de Aquidauana. (Foto: Chico Ribeiro) - Imagem mostra entrega de EPIs nas aldeias de Aquidauana. (Foto: Chico Ribeiro)

Foi confirmada a morte de mais dois indígenas em decorrência do coronavírus neste domingo (26) em Aquidauana, a 143 km de Campo Grande. A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde e agora o município tem 8 mortes causadas pela doença.

Uma das vítimas é uma indígena de 56 anos que morreu na manhã deste domingo (26). A paciente tinha hipertensão e diabetes, era moradora da aldeia Bananal. A indígena estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de Aquidauana e não resistiu. 

A outra morte registrada é de uma indígena de 81 anos, que tinha doença cardíaca crônica e diabetes. Ela morava na Aldeia Bananal e faleceu na última terça-feira (21), mas o resultado do teste de Covid-19 só foi liberado neste domingo (26).

A situação do coronavírus nas aldeias preocupa autoridades de saúde do município. A doença tem se espalhado cada vez mais nas comunidades indígenas e casos começaram a surgir com após um evento realizado dentro de uma aldeia, que causou aglomeração. Das oito mortes registradas em Aquidauana, sete são de indígenas.

Jornal Midiamax