Cotidiano

Fundador de Chapadão do Sul, Júlio Alves Martins, morre de infarto

Um dos colonizadores de Chapadão do Sul, Júlio Alves Martins, de 91 anos, morreu na tarde deste último sábado (13), após passar mal em sua fazenda, às margens da MS-306. Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado ao hospital do município, mas acabou falecendo, vitima de infarto. O “Seu Júlio”, como […]

Renata Fontoura Publicado em 14/06/2020, às 09h33 - Atualizado às 09h58

O sepultamento acontece neste domingo em sua propriedade rural. Foto: Divulgação
O sepultamento acontece neste domingo em sua propriedade rural. Foto: Divulgação - O sepultamento acontece neste domingo em sua propriedade rural. Foto: Divulgação

Um dos colonizadores de Chapadão do Sul, Júlio Alves Martins, de 91 anos, morreu na tarde deste último sábado (13), após passar mal em sua fazenda, às margens da MS-306. Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado ao hospital do município, mas acabou falecendo, vitima de infarto.

O “Seu Júlio”, como era conhecido, nasceu no dia 19 de dezembro de 1928, em um sítio localizado no município de Ijuí, no Rio Grande do Sul. O idoso que era filho de uma norte-americana e de um gaúcho e o mais velho de nove irmãos.

Entre 1951 e 1956, Júlio e mais dez companheiros fundaram o Aeroclube de Frederico Westphalen. Com o Ministério da Aeronáutica, cedendo aviões a aeroclubes em todo o país, se tornou um empreendedor. Com um olhar sempre à frente de seu tempo.

Júlio era casado com Zilda Martins, e deixa quatro filhos; Julinê, Evalda, Loridani e Loiva netos e bisnetos.

Jornal Midiamax