Cotidiano

Funcionária de posto de saúde em Dourados morre de coronavírus

Com 1034 casos confirmados, Dourados registra a segunda morte em apenas em dia. Dessa vez a vítima a é morada na cidade  e é  servidora municipal. Trata -se de Malory Melo,  de 55 anos que estava internada há 10 dias no Hospital da Cassems   e trabalhava na farmácia do posto de saúde da Vila Rosa. […]

Marcos Morandi Publicado em 14/06/2020, às 06h42 - Atualizado às 12h13

Malory trabalhava na farmácia do posto de saúde. (Foto: Redes sociais).
Malory trabalhava na farmácia do posto de saúde. (Foto: Redes sociais). - Malory trabalhava na farmácia do posto de saúde. (Foto: Redes sociais).

Com 1034 casos confirmados, Dourados registra a segunda morte em apenas em dia. Dessa vez a vítima a é morada na cidade  e é  servidora municipal. Trata -se de Malory Melo,  de 55 anos que estava internada há 10 dias no Hospital da Cassems   e trabalhava na farmácia do posto de saúde da Vila Rosa.

Com resultado positivo para Covid-19 ela estava em quarentena em casa e como o quadro se agravou, a servidora teve que ser foi internada no domingo na UTI e não conseguiu se recuperar.

Toda a família de Malory está em isolamento e sendo monitorada desde do dia que ela apresentou os primeiros sintomas do coronavírus e deverão repetir o exame ainda neste final de semana.

Esta foi a segunda morte por covid 19 neste sábado em Dourados. No final da tarde,  o senhor Gerson Gama dos Santos de 80 anos, morador no distrito do Bocajá em Douradina faleceu no Hospital Evangélico. Até agora o coronavírus já causou a morte de 30 pessoas.

Medidas urgentes

Com avanço rápido do coronavírus em Dourados, o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) requisitou em ofício de urgência à Prefeitura Municipal diversas medidas de enfrentamento à pandemia. O ministério pediu que as providências sejam adotadas no prazo de até 48h.

Para elaborar o requerimento foram usadas informações da unidades hospitalares locais, que indicam uma elevação na taxa de ocupação de leitos destinados ao tratamento de pacientes da doença. O MPMS solicitou a instalação de barreiras sanitárias, medidas que garantam o isolamento e distanciamento social, ampliação de leitos e acompanhamento de pacientes suspeitos e confirmados de coronavírus.

Caso o município não cumpra as adequações e adote as medidas de enfrentamento, o MPMS pode aplicar sanções previstas no art. 10 da Lei 7.347/85. Neste sábado (13), Dourados confirmou mais 135 casos de coronavírus. Segundo dados da SES (Secretaria de Estado de Saúde), a cidade segue com o maior número de infectados do estado.

Jornal Midiamax