Cotidiano

‘Estamos sem chão, está doendo demais’, diz em vídeo pai de menina morta afogada

Após o acidente que acabou na morte de duas crianças de 2 e 3 anos, na cidade de Três Lagoas a 338 quilômetros de Campo Grande, o pai da Maria Luísa de 2 anos, Anderson Vilela, postou em sua rede social –Facebook – um pedido de orações para a família que acabou devastada pela morte […]

Thatiana Melo Publicado em 14/09/2020, às 11h04 - Atualizado às 16h59

None
(Foto: Reprodução Facebook)

Após o acidente que acabou na morte de duas crianças de 2 e 3 anos, na cidade de Três Lagoas a 338 quilômetros de Campo Grande, o pai da Maria Luísa de 2 anos, Anderson Vilela, postou em sua rede social –Facebook – um pedido de orações para a família que acabou devastada pela morte da criança, neste domingo (13).

No vídeo que Anderson postou no Facebook, ele diz que a tragédia deixou a família sem chão, “é difícil demais, rezem por nós por que está doendo muito”, diz o enfermeiro que aos prantos fala que é uma dor que não deseja para ninguém, no fim ele fala “Minha preciosidade”.

Na sua página pessoal, muitos amigos e parentes prestaram condolências a família pela morte das meninas, que eram primas. Anderson ainda diz que não vai ter velório por o casal não ter condições psicológicas de ver a filha dentro de um caixão.

O acidente aconteceu quando a família estava fazendo um passeio em uma represa da fazenda Utu Guaçu, quando Antonella de 3 anos e Maria Luísa de 2 anos estavam em um pedalinho fazendo o passeio, com os pais. O pedalinho virou e todos caíram na água. As duas foram resgatadas e levadas para a margem do lago, onde o pai de uma delas prestou os primeiros socorros.

As crianças foram levadas para o Hospital Municipal de Inocência, mas chegaram sem vida a unidade de saúde. Os corpos das meninas serão levados para o interior paulista onde moravam com os pais para o sepultamento.

Jornal Midiamax