Cotidiano

Empresa é multada em R$ 740 mil por incendiar lavoura de cana-de-açúcar em MS

Empresa agropecuária de Nova Alvorada do Sul, a 115 quilômetros de Campo Grande, foi multada em R$ 740 mil por incendiar lavoura de cana-de-açúcar. A PMA (Polícia Militar Ambiental) recebeu denúncia de que o incêndio ocorrido no dia 14 de agosto, à margem da rodovia MS-276. A ocorrência foi a 25 quilômetros da cidade, próximo […]

Gabriel Maymone Publicado em 28/08/2020, às 10h23

PMA constatou que 740 hectares da lavoura foram queimadas. (Imagem: Divulgação, PMA)
PMA constatou que 740 hectares da lavoura foram queimadas. (Imagem: Divulgação, PMA) - PMA constatou que 740 hectares da lavoura foram queimadas. (Imagem: Divulgação, PMA)

Empresa agropecuária de Nova Alvorada do Sul, a 115 quilômetros de Campo Grande, foi multada em R$ 740 mil por incendiar lavoura de cana-de-açúcar.

A PMA (Polícia Militar Ambiental) recebeu denúncia de que o incêndio ocorrido no dia 14 de agosto, à margem da rodovia MS-276. A ocorrência foi a 25 quilômetros da cidade, próximo a um povoado conhecido como Vila Zuzu, teria sido provocado pela empresa.

Então, no mesmo dia, os policiais foram ao local e confirmaram a existência do incêndio. Com GPS e drone, constataram que a área incendiada perfez 740 hectares de lavoura queimada. A empresa agropecuária proprietária de cana-de-açúcar planta a lavoura em suas terras e executa a venda para usinas na região.

Por fim, o órgão ambiental não expede mais licença para queima controlada até o mês de novembro, tendo em vista um Decreto Federal e uma Resolução do órgão ambiental estadual.

Jornal Midiamax